search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Inteligência
Painel da Folha de São Paulo

Inteligência

 (Foto: Isac Nóbrega/PR)
(Foto: Isac Nóbrega/PR)

A declaração de Jair Bolsonaro, dada na sexta (22) à rádio Jovem Pan, para tentar justificar o que seria seu sistema particular de informações foi considerada um tiro no pé por advogados criminalistas e ministros de Cortes superiores.

Ele afirmou que policiais são as fontes dos dados que recebe justamente no momento em que autoridades investigam a denúncia de Paulo Marinho de que a família do Presidente soube antecipadamente de uma operação da Polícia Federal por um vazamento.

Canais

Em entrevista à Folha de S. Paulo, o empresário acusou Flávio Bolsonaro de ter recebido informação de um delegado da PF sobre investigações de Fabrício Queiroz, ex-assessor da família, entre o primeiro e o segundo turno da eleição, em 2018. A Folha mostrou nesta semana que outro caso semelhante ocorreu em agosto do passado.

Minha Abin

A fala de Bolsonaro na reunião ministerial trouxe à tona de novo a desconfiança sobre um sistema de informação paralelo no governo.

Clareza

O principal ponto que confirma que Bolsonaro fazia referência à PF do Rio para investigadores é o fato de ele ter mencionado “amigos” no contexto, o que não é de responsabilidade da segurança oferecida pelo GSI (Gabinete de Segurança Institucional).

Nada

O Painel perguntou para a pasta se cuida de algum amigo do Presidente, mas não houve resposta.

Protegidos

Em agosto de 2019, Bolsonaro se irritou com uma investigação no Rio em que apareceu um homônimo de Hélio Negão, que é seu aliado. O Presidente e Sergio Moro sustentavam que havia uma fraude, mas o Ministério Público disse que não viu problema no inquérito.

Propaganda

Nos bastidores do meio político, a avaliação é de que Bolsonaro mais ganhou do que perdeu com a divulgação do vídeo. O ex-ministro Sergio Moro aponta o encontro como prova do seu relato, de interferência do Presidente na Polícia Federal.

Ok

A íntegra, no entanto, mostra um Bolsonaro que xinga os contumazes adversários, como João Doria (PSDB-SP) e Wilson Witzel (PSC-RJ), e fala do desespero das pessoas sem renda durante o isolamento. Para líderes do Centrão, o vídeo não comprova as acusações e, portanto, terá pouca repercussão no Congresso.

Pressão

A Secretaria de Comunicação do governo Jair Bolsonaro apagou um tuíte publicado na quinta em que dizia que a “hidroxicloroquina é o tratamento mais eficaz contra o coronavírus atualmente disponível”.

Fiscais

No Twitter, centenas de usuários relataram ter denunciado a publicação como “incitação ao suicídio”, na tentativa de que a plataforma excluísse o conteúdo. No entanto, antes que a empresa tomasse qualquer decisão, a Secom presidencial apagou a mensagem. Não há comprovação científica do uso do remédio para Covid-19.

Pausa

O delegado Márcio Adriano Anselmo, um dos responsáveis pelas investigações que deram início à Operação Lava a Jato, vai deixar o posto de coordenador-geral de Repressão à Corrupção e Lavagem de Dinheiro da Polícia Federal. Ele vai fazer um curso nos Estados Unidos.

Contratação

Anselmo será substituído pelo delegado Thiago Delabary, atual chefe da Inteligência do Rio Grande do Sul. O policial fez parte do grupo que investigava desvios de recursos públicos com envolvimento de políticos no exercício do mandato. Ele fez, por exemplo, a delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci.

Lista

O apresentador de TV e presidenciável Luciano Huck publicou uma mensagem nas redes sociais em que elenca razões para mostrar que o Brasil está sem controle no governo Jair Bolsonaro. Entre elas, ele aponta a nomeação de um advogado criminalista para o Ministério da Saúde.

QI

Como mostrou o Painel, tornou-se um mistério na pasta a nomeação do criminalista Zoser Hardman de Araújo. Em sua trajetória, o advogado defendeu milicianos do Rio de Janeiro, como Cristiano Girão, Wallace Pires (Robocop) e Ricardo Gildes (Dentuço). O autor da indicação não foi identificado até agora.

Tiroteio

“General Heleno envergonha a farda. Não haverá espaço para maiores retrocessos democráticos. Resistiremos.”

Do advogado Marco Aurélio de Carvalho, do grupo Prerrogativas, sobre a nota do ministro do GSI.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Redução de danos

O PSDB busca um antídoto na campanha para a imagem desgastada de João Doria na cidade de São Paulo. Como ignorar o governador na TV e nas redes não é uma opção, a candidatura de Bruno Covas deve …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Motor

O auxílio emergencial não incrementou só a renda das famílias, turbinou também a arrecadação dos estados. O aumento do consumo produzido pelas parcelas mensais de R$ 600 gerou alta recorde na …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Velório

O enterro da delação de Sérgio Cabral no Supremo contou com atos contraditórios da Procuradoria-Geral da República, além de uma atitude incomum por parte de Dias Toffoli, então presidente da Corte. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Lentes de aumento

A Polícia Federal declarou guerra ao Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). Em um processo no TCU sobre a compra de imagens de satélites, a PF diz que o Inpe provoca desinformação contra …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Imagem

Em dois meses, o Meio Ambiente destravou cerca de R$ 530 milhões que estavam parados há um ano e meio à espera de definições do ministro Ricardo Salles. A verba foi para o BNDES e deve financiar …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Na torcida

Celso Russomanno (Republicanos) tem um incentivador improvável na tentativa de atrair Jair Bolsonaro para sua campanha à prefeitura: Bruno Covas (PSDB). Apoiadores do tucano têm dito que o endosso …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Mensagem

O primeiro ato do ministro Luiz Fux como presidente do Conselho Nacional de Justiça gerou reclamações de colegas da corte, de advogados e de entidades ligadas aos Direitos Humanos, que viram na …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Ao vento

Insatisfeito com o veto de Jair Bolsonaro a projeto de lei que perdoava dívidas de instituições religiosas com o fisco, o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) afirma que três dias antes o presidente …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Corrida com barreiras

O Twitter vê a atual versão do projeto de lei sobre fake news que tramita na Câmara como ameaça à competição no mercado das redes sociais e à internet aberta. Segundo Fernando Gallo, gerente de …


Painel da Folha de São Paulo

Como será o amanhã

Ao custo de mais de 130 mil vidas, a pandemia da Covid-19 expandiu a rede hospitalar do SUS em tempo recorde, segundo secretários de Saúde. O número de leitos de UTI mais que dobrou, por exemplo, em …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados