search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

INSS anuncia retorno de perícias, mas médicos dizem que não voltam

Notícias

Publicidade | Anuncie

Economia

INSS anuncia retorno de perícias, mas médicos dizem que não voltam


O presidente do Instituto Nacional do Serviço Social (INSS), Leonardo Rolim, afirmou nesta quarta-feira (16) que as perícias médicas serão retomadas a partir desta quinta-feira (17) nas agências que forem aprovadas nas vistorias realizadas. A informação foi dada após Rolim participar de uma vistoria em agência no Distrito Federal.

Rolim declarou que pelo menos 151 agências em todo o País já foram vistoriadas. “Nosso objetivo é único: voltar ao trabalho. Nós temos um compromisso. É hora de retomada, obviamente atendendo todas as recomendações de segurança”, disse em entrevista ao site Metrópoles.

Apesar das falas do presidente do INSS, o delegado da Associação Nacional dos Médicos Peritos no Espírito Santo (ANMPES), Ricardo Augusto Poltronieri, afirmou, em entrevista à reportagem de A Tribuna, que as inspeções estão sendo feitas pelo INSS sem a presença dos peritos e que, por isso, não há previsão de volta para os atendimentos. 

"Eles excluíram a gente. Modificaram o ofício e simplesmente excluíram a possibilidade do perito estar presente para fazer a vistoria. Então os peritos não vão retornar às atividades enquanto não ficar definida essa situação", afirmou. 

Presidente do Instituto Nacional do Serviço Social (INSS), Leonardo Rolim (Foto: MATEUS BONOMI/ESTADÃO CONTEÚDO)
Presidente do Instituto Nacional do Serviço Social (INSS), Leonardo Rolim (Foto: MATEUS BONOMI/ESTADÃO CONTEÚDO)
Segundo Ricardo Augusto, os médicos ficaram seis meses em trabalho remoto e, durante esse período, a gestão deveria ter organizado o retorno dos profissionais tanto da saúde quanto do administrativo de uma forma segura, mas "infelizmente deixaram tudo para última hora e agora estão querendo modificar a norma para poder conseguir cumprir algo que não tem como cumprir com esse prazo tão curto".

O delegado da ANMPES ainda afirma que os médicos querem trabalhar, "mas só vamos voltar se tiver segurança para isso".

Ao site Metrópoles, a Associação Nacional de Médicos Peritos (ANMP) também afirmou que não vai retomar os trabalhos em agências vistoriadas pelo INSS e que "desconhece as inspeções realizadas".

“Nós desconhecemos isso como vistoria. Não havia ali nenhum técnico de carreira gabaritado a emitir qualquer juízo de valor sobre os componentes da avaliação. Aquilo foi uma ‘inspeção’ política, visita de chefes a uma agência”, afirmou Francisco Cardoso, vice-presidente da ANMP, ao Metrópoles.

Também ao site, o INSS alegou que a ANMP foi chamada a participar das vistorias, mas não compareceu.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados