search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Igrejas fazem mais celebrações para evitar aglomeração

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Igrejas fazem mais celebrações para evitar aglomeração


Igrejas: medidas para evitar contágio da Covid-19 (Foto: Arquivo/ AT)
Igrejas: medidas para evitar contágio da Covid-19 (Foto: Arquivo/ AT)
Para evitar o risco de contágio pelo novo coronavírus, igrejas na Grande Vitória estão renovando os manuais de regras para os cultos.

Entre as medidas estão aumento no número das celebrações e, também, suspensão de cultos presenciais em igrejas cujos membros testaram positivo para Covid-19 recentemente.

Na Igreja Cristã Maranata, por exemplo, uma nova regra foi comunicada aos membros. Em casos de suspeita de contaminação por fiel que tenha frequentado os cultos recentemente ou a presença de pessoas que tenham testado positivo, as atividades presenciais desse templo serão suspensas.

Gerente de Comunicação da Maranata, o pastor Josias Rocha da Silva Júnior explicou que a orientação foi publicada após verificação de aumento no número de casos da doença na Grande Vitória e em outros estados.

Porém, até o momento, não houve nenhum caso formalizado de suspensão de cultos nos templos da denominação por este motivo.

Pastor Josias Rocha: “Temos  compromisso com a preservação da saúde” (Foto: Arquivo/AT)
Pastor Josias Rocha: “Temos compromisso com a preservação da saúde” (Foto: Arquivo/AT)
“O membro precisa do culto como uma experiência diária. Entretanto, temos o compromisso com a preservação da saúde. Por isso, consideramos a suspensão, novamente, dos cultos naquelas unidades que apresentem riscos maiores de contaminação”, disse.

O presidente da Associação dos Pastores Evangélicos de Vitória (Apev), pastor Romerito Oliveira, e o presidente da Associação dos Pastores Evangélicos da Serra (Apes), pastor Marcelo Henrique Ferreira, disseram que muitas igrejas ampliaram os horários dos cultos, principalmente aos domingos, para evitar aglomeração.

“Para respeitar os protocolos, evitar aglomerações e aumentar a segurança dos membros, muitas igrejas estão realizando até três cultos aos domingos, que é o dia com mais participações”, contou o pastor Marcelo Ferreira.

Pároco da Catedral Metropolitana de Vitória, o padre Renato Criste disse que os horários de missas foram ampliados.
“A partir do dia 8 de novembro, haverá mais um horário de missa aos domingos na Catedral de Vitória, às 11 horas. Atualmente, temos às 8h e 18h, mas, para evitar aglomerações, estamos dispondo de um novo horário”, destacou.


SAIBA MAIS


  • Para evitar o risco de contágio pela Covid-19, muitas igrejas renovaram os manuais de regras para os seus cultos.
  • A igreja Cristã Maranata, por exemplo, comunicou aos membros, que, em caso de suspeita de contaminação de Covid-19 por algum fiel que frequentou os cultos recentemente ou a presença de pessoas que tenham testado positivo, as atividades presenciais daquele templo serão suspensas.
  • Já outras igrejas evangélicas e algumas paróquias ampliaram o horário de cultos e missas aos domingos, com o objetivo de evitar aglomerações de fiéis nos templos.
  • Em muitas igrejas, os membros agendam, com antecedência, o horário do culto que vão participar naquele dia, por meio de aplicativos ou na própria igreja.
  • A Catedral Metropolitana de Vitória, por exemplo, anunciou que, a partir do dia 8 de novembro, vai disponibilizar mais um horário de missa: às 11h. Atualmente, aos domingos, as missas acontecem às 8h e 18h.
  • Entre as regras que as igrejas seguem estão: aferição da temperatura de todos os que chegam ao templo; higienização das mãos com álcool em gel; higienização dos instrumentos musicais e microfones após as celebrações; distanciamento entre os bancos e cadeiras nas igrejas; uso obrigatório de máscaras e limpeza dos templos após os cultos.
Fonte: Igrejas citadas e pesquisa AT.
 
Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados