search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Hospitais reduzem e até proíbem visitas a pacientes

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Hospitais reduzem e até proíbem visitas a pacientes


Hospitais no Espírito Santo estão reduzindo e até proibindo o número de visitas a pacientes internados nas unidades como forma de conter o avanço do novo coronavírus. A medida vale para pacientes que estão em UTIs e também nos setores em geral.

Comunicado da Santa Casa (Foto: )
Comunicado da Santa Casa (Foto: )
O Hospital Santa Rita, em Vitória, anunciou na tarde desta terça-feira (17) que decidiu pela suspensão de todas as visitas pelo período de 30 dias, a começar no dia 19, próxima quinta-feira.

Nas UTIs geral e cardiológica ficam autorizadas apenas uma visita por paciente, mas os horários foram limitados: visitas à tarde estão proibidas, assim como as visitas estendidas.

Já na Santa Casa de Vitória, a partir desta quarta-feira (18), cada paciente receberá apenas um visitante por dia e as visitas só poderão ser de no máximo 30 minutos.

O paciente que estiver com acompanhante não terá permissão de receber visita.

Também está proibida, na Santa Casa, a entrada de visitante ou acompanhante com mais de 60 anos, que compreende grupo de risco para doenças, como o coronavírus.

"Diminuir fluxo de pessoas"

O Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES) já havia orientado que os hospitais se empenhassem em reduzir o fluxo de pessoas que circulam nas unidades, sejam profissionais da saúde, trabalhadores terceirizados e também visitantes.

“O único procedimento que está dando certo para redução da transmissão do vírus é a quarentena. Por isso, o CRM recomenda diminuir o fluxo de pessoas dentro das unidades hospitalares. Isso vale para profissionais da saúde, terceirizados e até visitantes”, recomenda o presidente do Conselho, Celso Murad.

A orientação para reduzir o fluxo de visitas vale para todos os casos, como maternidade, oncologia e demais internações. “Os hospitais precisam seguir as orientações e normas do Ministério da Saúde e se adequarem à rotina”, completou Murad.

O presidente do CRM-ES enfatizou que cada hospital é independente para adaptar as medidas e normas indicadas pelo Ministério da Saúde e cabe a cada hospital definir as regras, por exemplo de visita.

O CRM-ES divulgou dicas de prevenção para combater a proliferação do coronavírus. Confira:

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, por pelo menos 20 segundos;
- Higienizar as mãos com álcool em gel a 70%. Se não tiver esse tipo de álcool, lavar as mãos constantemente é suficiente;
- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
- Evitar contato próximo com pessoas doentes;
- Ficar em casa quando estiver doente ou com algum dos sintomas do COVID-19;
- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo. Se não tiver lenço de papel, cubra boca e nariz com o antebraço;
- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência;
- Evitar aglomerações;
- Evitar circular desnecessariamente em hospitais e unidades básicas de saúde. Quanto mais distante de locais com pessoas doentes, melhor;
- Procurar a unidade de saúde mais próxima ao apresentar alguns dos sintomas do coronavírus: febre, tosse e/ou dificuldade para respirar.
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados