search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Homem é morto e jovem é baleado durante a madrugada em Vitória

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Homem é morto e jovem é baleado durante a madrugada em Vitória


Feridas, vítimas correram para o pátio da igreja (Foto: Fábio Nunes/ AT/ 21/01/2021)
Feridas, vítimas correram para o pátio da igreja (Foto: Fábio Nunes/ AT/ 21/01/2021)
Um homem não identificado foi morto, alvo de 11 disparos, e um jovem de 18 anos acabou baleado na perna após um tiroteio na madrugada desta quinta-feira (21), na Ilha do Príncipe, em Vitória. Moradores ouviram mais de 20 tiros e ficaram assustados.

Foi por volta das 2 horas que, segundo testemunhas, os disparos começaram. As vítimas correram pelo pátio da Igreja Católica Nossa Senhora do Navegante, sangrando. Um dos feridos chegou a descer por um beco na tentativa de escapar, mas caiu lá mesmo.

Ele morreu com quatro perfurações na perna direita, uma na mão esquerda, duas no rosto, duas nas costas, um na nádega e uma no pé esquerdo. O rapaz não estava com documentos, mas testemunhas disseram que a vítima seria um morador do Morro da Fonte Grande, também na capital.

Enquanto estavam no local averiguando a situação, os policiais ficaram sabendo de um jovem, baleado na perna direita, que tinha dado entrada no Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE). Ele também foi vítima do tiroteio na Ilha.

Na manhã desta quinta, várias cápsulas e até projéteis intactos foram encontrados pela reportagem, espalhados pelo pátio da igreja. Um deles ficou caído na varanda da casa de uma moradora, em cima da cadeira onde ela costuma descansar.

"É nessa cadeira onde eu fico, leio, converso no telefone com minhas amigas e meus filhos. Quando levantei essa manhã e vim para cá tomar café, vi essa bala aí em cima. Estou sem entender como ela veio aparecer aqui", relatou a aposentada, de 78 anos. Por medo, ela preferiu não se identificar.

A idosa contou que acordou assustada com os disparos. "Foram muitos tiros, mais de 20. E eram rajadas. Depois foi uma correria e ficamos sabendo que teve gente baleada", ressaltou ela.

Não se sabe quem foram os autores do disparo. No entanto, a polícia acredita que um Corsa prata estaria envolvido no crime. O caso será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória. 

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados