search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Homem ao mar
Painel da Folha de São Paulo

Homem ao mar

Como forma de reduzir a crise na Secretaria de Comunicação, auxiliares de Jair Bolsonaro avaliam que Fábio Wajngarten tem que agir de modo mais efetivo e deveria optar por afastar Fábio Liberman, irmão de seu número 2 no governo, da gestão da FW Comunicação.

A leitura é que esse é um dos pontos frágeis da defesa do secretário, que alega não haver conflito de interesses. A primeira resposta às revelações da Folha de SP foi tratada como desabafo, o que não agradou aliados do Presidente.

Anéis e dedos
Mesmo que Wajngarten tente defender seu passado, colegas no governo querem que ele tire da frente crises futuras. A avaliação é de que, se não foi ilegal, é imoral e pegou mal a proximidade do secretário, que administra a verba de publicidade oficial, com a atual gestão de sua empresa, que presta serviços a emissoras e agências.

Munição
A oposição usará o episódio para aumentar a artilharia contra o governo. Ontem, a bancada do PT na Câmara dos Deputados avisou que acionará a comissão de ética e o Ministério Público contra o secretário e seu adjunto, Samy Liberman.

Unidos venceremos?
Sem recursos, o Ministério dos Direitos Humanos, da Damares Alves, decidiu buscar o da Saúde para tentar fazer em conjunto uma campanha para propagar a abstinência sexual como forma de evitar a gravidez precoce.

Unidos venceremos? II
A ação deverá ser capitaneada pela Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (SNDCA) e veiculada no começo de fevereiro. Um dos problemas, porém, é que parte da área técnica do Ministério da Saúde resiste em divulgar o celibato, chamado na pasta de Damares de “iniciação sexual tardia”, como método contraceptivo.

Farda
A contratação de militares da reserva para atuar na força-tarefa para reduzir a fila do INSS, anunciada pelo Ministério da Economia, é alvo de críticas no Tribunal de Contas da União. A avaliação é que seria necessário abrir uma seleção pública para o recrutamento, que poderia convocar até aposentados do INSS.

Na fonte
Antes de desembarcar em Davos, na Suiça, hoje, o ministro Paulo Guedes (Economia) viajou aos Estados Unidos, para uma conferência da Sociedade Mont Pelerin, fundada por papas do liberalismo econômico, como Hayek e Mises.

Dar as mãos?
Líderes de centrais sindicais reclamam que desde que saiu da prisão, em novembro do ano passado, o ex-presidente Lula ainda não se reuniu com as entidades. Naquela época, sindicalistas pediram um encontro ao petista, o que ainda não ocorreu.

Dar as mãos? II
Coordenador da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, diz que Lula só mantém diálogo com a CUT e peca ao não se aproximar dos demais movimentos. “É necessária uma construção mais ampla para derrotarmos o bolsonarismo”.

De longe
Outros sindicalistas, porém, avaliam que a proximidade com Lula pode azedar de vez a relação com o governo, além de afugentar filiados que se tornaram críticos do PT.

Ano novo...
O comitê Lula Livre, composto por representantes de diferentes grupos de defesa do ex-presidente, como CUT, PT e movimentos sociais, fará uma reunião amanhã, em São Paulo.

...Vida nova
A ideia é discutir os próximos passos da campanha que, com o petista fora da prisão, deve se tornar “Lula inocente”, ou seja, passará a defender Lula das condenações que ele recebeu na Justiça.

Fogo...
Ao se reunir com Jilmar Tatto e Márcio Toledo, marido de Marta Suplicy, Fernando Haddad falhou na missão dada por Lula de apaziguar a disputa de petistas pela candidatura à Prefeitura de São Paulo.

...Na fervura
Petistas ligados ao deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP), que quer disputar as prévias contra Tatto, irritaram-se e dizem que o vereador “está cantando vitória antes da hora” com apoio do ex-prefeito da cidade.

Vai ou racha
O racha nasceu com divergências na distribuição de funções do partido na Câmara Municipal. Se não houver composição, dizem, o candidato petista não deve contar com a ajuda da ala derrotada na eleição.

Tiroteio
“Quando o servidor público sabe de um crime e não age, ele prevarica, e é isso que Jair Bolsonaro está fazendo”.

De Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara, sobre a reação de Bolsonaro à relação de Fábio Wajngarten com agências contratadas pelo governo.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Sob pressão

O motim de militares no Ceará ontem aumentou a tensão entre governadores País afora. Há demandas de reajustes salariais em, pelo menos, outros seis estados. A atitude de Romeu Zema (Novo-MG), de …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Pesos e medidas

O advogado de Jair Bolsonaro e Flávio Bolsonaro, Frederick Wassef, defende que a investigação sobre a morte do ex-PM Adriano da Nóbrega seja federalizada e que o Ministério da Justiça seja acionado. …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Sem gás

Apesar do protesto realizado no Porto de Santos e de um início de alvoroço nas redes sociais, autoridades disseram ontem não ter nenhum tipo de informação sobre a organização de uma greve de …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Caneta bic

Um dos trechos do pacote anticrime que Jair Bolsonaro sancionou mesmo após recomendação contrária de Sergio Moro (Justiça) foi citado pela defesa do ex-PM Adriano da Nóbrega para tentar derrubar o …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Campanha aberta

Enquete feita pelo Painel nas últimas duas semanas mostra que um terço do Senado defende abertamente a recondução de Davi Alcolumbre (DEM-AP) à presidência da Casa, apesar de hoje isso não ser …


Painel da Folha de São Paulo

Fala que eu te escuto

A delação de Sérgio Cabral (RJ) homologada pelo ministro Edson Fachin, do STF, deixou de fora casos de suspeitas de crimes cuja apuração seria de competência da primeira instância ou de tribunais …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Festa danada

Além do salário de R$ 30.900, Paulo Guedes (Economia) recebe dos cofres públicos R$ 7.733 por mês de auxílio-moradia, o teto permitido por lei, e passagens para ir de Brasília ao Rio, onde tem …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Vida real

Gigantes da tecnologia, como Google, Facebook e Microsoft, entregaram ontem ao relator Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) documento apoiando a unificação de cinco tributos sobre o consumo, como previsto na …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Campo minado

Na reunião com governadores, ontem, Paulo Guedes (Economia) fez um desabafo: “A toda hora tem uma bomba” no governo. A seu ver, são negociações políticas que não condizem com a situação financeira da …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Público e privado

O governo colocou para 2020 um plano de privatização de creches com a utilização de dinheiro do Fundeb, principal mecanismo de financiamento da educação básica. A ideia partiu do diagnóstico de …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados