search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Heróis na linha de frente do combate à pandemia da Covid-19
Tribuna Livre

Heróis na linha de frente do combate à pandemia da Covid-19

Amanhã, 18 de outubro, é o Dia do Médico, e proponho um desafio: folheie o jornal, abra um site de notícias ou ligue no seu telejornal preferido e tente não ver algum conteúdo relacionado à área médica. Posso garantir que é quase impossível. A pandemia do novo coronavírus colocou os médicos, hospitais e a própria medicina sob os holofotes.

Sem saúde não se vive bem, isso é fato. Porém, por muito tempo, a preocupação das pessoas em relação à medicina parecia ser sazonal: na maioria das vezes, lembrava-se dos médicos na época dos exames de rotina ou nas situações de emergência. O médico sempre foi o profissional que estava ali disponível quando necessário, um bem garantido.

A Covid-19 mudou esse cenário. Em tempos de hospitais lotados, UTIs sobrecarregadas, salas de espera tomadas pela angústia e incertezas, a figura do médico pronto para ajudar se tornou essencial. E podemos afirmar que o acesso à saúde passou a ser encarado como um bem valioso. A pandemia, para além das complicações hospitalares, trouxe problemas econômicos.

Muitos perderam o emprego e com ele o direito ao plano de saúde empresarial. Outros tiveram perda de renda e não conseguiram manter os compromissos com as operadoras. O SUS, que antes era uma alternativa para os menos afortunados, tornou-se um patrimônio para aqueles que antes tinham o privilégio de escolha.

E os médicos passaram a ser enxergados como protagonistas. Heróis mascarados, com plantões exaustivos, na linha de frente de uma doença invisível e desconhecida, altamente contagiosa. O médico virou alívio, esperança de recuperação. Nesse cenário, a saúde passou a ser vista como algo que precisa ser garantida a todo custo. É um bem essencial.

Neste contexto, os médicos têm que estar atentos e preparados. A prática do cuidado e do bem-estar tende a se expandir culturalmente, uma vez que as pessoas estarão mais preocupadas com a manutenção da saúde de modo mais completo, em vez de apenas buscar a medicina em momentos de necessidade.

A pandemia da Covid-19 colocou em evidência que a saúde é um bem que ser mantido em pleno funcionamento. Cuidar do corpo, tornando-o forte e resistente, de forma que ele responda bem às novas ameaças invisíveis e até piores do que o novo coronavírus, vai ser o novo modus operandi da medicina.

Se lembrarmos da pirâmide de Maslow, conceito criado na década de 1950 que define de forma hierárquica as cinco prioridades do ser humano, podemos colocar a saúde na base, nas necessidades fisiológicas: respirar, comer, descansar, beber, dormir e ter relações sexuais não é possível sem saúde. Sem essa base, não conseguimos evoluir para categorias posteriores.

Não sabemos quando a pandemia vai passar e ainda são poucas as conclusões sobre seus impactos na vida futura do planeta. Um fato é certo: a saúde vai deixar de ser colocada em segundo plano.

Para os que não têm acesso a ela, cabe aos governos a garantia de sua manutenção. Para os médicos, fica a esperança de ter o reconhecimento devido, não com louros e prêmios, mas com sensibilidade de entender que eles são essenciais para que a vida continue.

Leonardo Lessa é cirurgião vascular e presidente da Associação Médica do Espírito Santo (Ames).

 

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

A digitalidade, a economia da atenção e o mercado do olhar

A digitalidade se incrementa em ritmo ansioso. E o vírus só faz multiplicar a pandemia da informacionalização, em expansão há cinco décadas. Nossa vida nunca foi tão digital como neste 2020. Mas não …


Exclusivo
Tribuna Livre

Desoneração da folha de pagamento é obrigação

De 2019 para cá, algumas grandes empresas têm fechado suas portas no Brasil. É o caso da Sony, que confirmou que fechará sua fábrica de eletroeletrônicos em Manaus, e da Ford, que desde o ano passado …


Exclusivo
Tribuna Livre

Retomada econômica é a dose de ânimo que faltava na pandemia

Após toda tempestade, vem a calmaria. É certo que continuamos vivendo um período singular da humanidade, a pandemia em decorrência do novo coronavírus, em que convivências sociais são restritas, por …


Exclusivo
Tribuna Livre

Prisão após segunda instância vai agilizar trabalho da Justiça

Está em tramitação, na Câmara dos Deputados, a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) nº 199/19 sobre prisão após segunda instância. O Código de Processo Penal (CPP), em 2011, sofreu radical …


Exclusivo
Tribuna Livre

A sustentabilidade e a indústria do aço na transformação mundial

Mercados mais exigentes e uma sociedade mais participativa; entendimento de que prevenção e produção juntas geram mais retorno, que empresas mais diversas são mais produtivas e felizes, e que a …


Exclusivo
Tribuna Livre

Todos estão preparados para a Lei Geral de Proteção de Dados?

É notório que a pandemia apressou os processos de transformação digital e ampliou a virtualização das relações sociais. Neste contexto de massificação das interações pelo ciberespaço desponta de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Biblioteca escolar é fundamental na formação de todo cidadão

Longe de constituir mero depósito de livros, a biblioteca escolar é um centro ativo de aprendizagem. Nunca deve ser vista como mero apêndice das unidades escolares, mas como núcleo ligado ao …


Exclusivo
Tribuna Livre

Alternativas para o lixo urbano durante a pandemia da Covid-19

Na pandemia, aqueles que “podem” estão reclusos em casa trabalhando em home office e cuidando dos seus familiares. O maior tempo em casa implica aumento no consumo de alimentos, boa parte deles …


Exclusivo
Tribuna Livre

Trabalho para levar alívio e ausência da dor para o paciente

Passar por um procedimento cirúrgico pode ser bastante preocupante para muitas pessoas. A ideia de estar em uma mesa de cirurgia, vulnerável à equipe médica e às complicações que, porventura, possam …


Exclusivo
Tribuna Livre

Aumento de testamentos e gestão de patrimônio na pandemia

De abril a julho, o Espírito Santo registrou um aumento de 175% no número de testemunhos realizados em cartório. Os dados são do Colégio Notarial Brasileiro – Conselho Federal (CNB-CF) e mostram a …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados