search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Guia para superar a quarentena em casal
AT em Família

Guia para superar a quarentena em casal

O período de quarentena imposto pela pandemia do coronavírus (Covid-19) impactou diretamente na vida e nos hábitos de todo mundo, inclusive de muitos casais que agora passam mais tempo juntos em casa.

A convivência intensificada pode tanto sucumbir o relacionamento, levando à separação, quanto melhorar os laços de afetividade e a proximidade entre os dois.

Especialistas apontam que o diálogo, o respeito e a divisão de tarefas em casa são alguns antídotos para manter o relacionamento saudável neste momento de incertezas e preocupações.

Casal aproveita tempo livre durante o isolamento social para reviver os momentos da época de namoro.  (Foto: Freepik)
Casal aproveita tempo livre durante o isolamento social para reviver os momentos da época de namoro. (Foto: Freepik)

A pedido do AT em Família, eles elaboraram um guia para que os casais superem o isolamento social “juntos, firmes e fortes”.

De acordo a coordenadora do curso de Psicologia do Unesc, Daiana Stursa de Queiroz, já que o isolamento é inevitável e necessário, o ideal é que os casais reflitam sobre este momento, dividam as tarefas e, se for o caso, até mesmo façam um rodízio.

“Normalmente a mulher fica mais sobrecarregada, pois absorve as tarefas. Isso é ainda mais evidente quando se tem filhos. A rotina de todos mudou. Os cuidados com a higiene aumentaram – basta lembrar das compras do supermercado quando chegam. Além dos cuidados com a própria higiene. O indicado é que o companheiro a ajude”, avaliou.

Daiana alertou que o casal precisa ter em mente que deve existir um investimento de cada um para que o relacionamento dê certo.

“Para isso, é preciso respeitar o espaço um do outro. Estar em casal é bom, relacionamento é bom, mas pressupõe a individualidade. Nesse momento é importante que se tenha tempo em família, tempo só pra si e é necessário organizar essa rotina diária e semanal.

O marido dela e também psicólogo Sávio de Queiroz concorda com Daiana. Ambos têm colocado as opiniões em prática para a sanidade do próprio relacionamento.

Sávio pontuou que os casais devem evitar a ansiedade provocada pelo ambiente restritivo. “É natural que surja ansiedade em um ambiente pequeno, com mais pessoas ao mesmo tempo. Para evitá-la, é importante cuidar da alimentação e evitar estimuladores como álcool, café e chocolates, por exemplo. Outra dica é ficar em um ambiente da casa sozinho por um tempo e, no caso de dificuldade para dormir, contar de trás para frente”, orientou.

Dicas para enfrentar o isolamento social

Individualidade

  • O casal precisa entender e respeitar a individualidade um do outro.
  • Vale tirar um tempo para fazer sozinho aquilo que gosta, mesmo em casa, em outro cômodo.

Diálogo

  • Conversar sobre tudo e respeitar a opinião do outro.
  • Evitar palavras agressivas neste momento de confinamento em que o casal passa muito tempo junto. Ter zelo e cuidado com a relação.

Informações

  • Manter-se informado através de jornal, TV e internet, mas evitar o excesso de informações neste período em que os nervos estão à flor da pele diante das preocupações.

Alimentação

  • Cuidar da alimentação é fundamental. É uma questão biológica e fisiológica, de fortalecimento do organismo.
  • Cuidar mais um do outro não só no aspecto psicológico.

Aparência

  • Não é por que o casal está dentro de casa que tem de se descuidar da aparência.
  • É preciso cuidar do cabelo, da barba, das unhas, etc. Assim, o casal se sente bem externamente e reflete o momento de bem-estar.

Relação

  • Casal deve aproveitar o tempo a dois para resgatar o namoro, fazer um jantar à luz de velas, além de descobrir e reavivar coisas que estavam adormecidas, inclusive no âmbito sexual.

Manias

  • Deixe as manias um pouco de lado, pois elas podem servir de irritação para o outro.
  • Abrir mão daquilo que faz questão para proporcionar o bem-estar do outro.

Divisão de tarefas

  • É fundamental que as tarefas domésticas sejam divididas neste período de quarentena para que um não fique mais sobrecarregado que o outro e isso cause frustração, irritação e brigas.

Ansiedade

  • O casal pode fazer coisas juntos para espantar a ansiedade. Cozinhar, ver filmes e se dedicar a trabalhos manuais podem ajudar.

Fonte: Especialistas citados.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados