search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Geração conectada busca nova forma de envelhecer

Notícias

Publicidade | Anuncie

Saúde e bem-estar

Geração conectada busca nova forma de envelhecer


Quem já não ouviu a pergunta “O que você vai ser quando crescer?” Mas você já se perguntou: “Como você estará quando chegar à terceira idade?”

Algumas mulheres com idades entre 40, 50 e 60 anos já se questionaram e até se preparam para essa nova fase. E elas buscam auxílio em grupos e páginas de bem-estar nas redes sociais de Facebook, YouTube, WhatsApp e Instagram.

Abordando assuntos como moda, religião, beleza, relacionamento, viagens, exercícios físicos e até apoio emocional, elas criam conexões e trocas de experiências para encarar, da melhor forma possível, a maturidade.

A cabeleireira Debora  Alcântara Silva, 50, segue várias páginas: "Nessa semana, fizemos sessão de ginástica. Tem vídeos das participantes com idades entre  30 e 80 anos fazendo os exercícios. É muito bacana”. (Foto: Leone Iglesias/AT)
A cabeleireira Debora Alcântara Silva, 50, segue várias páginas: "Nessa semana, fizemos sessão de ginástica. Tem vídeos das participantes com idades entre 30 e 80 anos fazendo os exercícios. É muito bacana”. (Foto: Leone Iglesias/AT)

De acordo com a psicóloga Adriana Severine, usar a internet como uma forma de se identificar melhor com o que ela chama de “novo envelhecer” é uma das vantagens da tecnologia. Principalmente quando se trata do público feminino, onde há uma autocobrança maior. E essa prática ajuda as mulheres a se sentirem mais bonitas, úteis e felizes.

“Nas gerações anteriores, era esperado que fosse adotado um certo 'modo de conduta condizente com a idade', que ditava as regras de como se vestir e se comportar. Hoje, há muito mais liberdade, e as mulheres podem se apoiar pela internet, compartilhando suas experiências, seus interesses e a coragem de se assumirem como são, independente de sua idade”, diz.

Para a psicóloga Daniela de Oliveira, o bem-estar na longevidade deve ser buscado dentro e fora da internet, procurando novas vivências e formas de fazer as coisas.

E ela explica que as pessoas estão descobrindo um jeito positivo de enxergar o envelhecimento. “Ele não é visto mais como algo a ser escondido e que temos que nos envergonhar, mas como algo a ser celebrado, como todas as etapas da vida, que têm seus ônus e bônus”, ressalta.

Elas estão ligadas!

Instagram

Moda Para Mulheres Maduras

Vendas de roupas e dicas de tendência e estilo para mulheres com mais de 50 anos. Perfil: @aleluiaburitis

It_Avó

O dia a dia de uma “60+” ativa nos movimentos de longevidade, que busca inspirar e conectar mulheres singulares. Perfil: @it_avo

Instituto Longevidade Ativa

Compartilhando conhecimento em defesa do envelhecimento ativo. Perfil: @longevidade_ativa_instituto

Facebook

Relacionamento Amizade Maturidade

O grupo foi criado para conectar pessoas que estão à procura de um amor ou amizade. Site: www.facebook.com/groups/amoramizadeematuridade/

Namoro na Terceira Idade

Grupo voltado para quem quer encontrar um amor na maturidade. Site: https://bit.ly/2WV2jcC
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados