search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Garoto é morto com tiro disparado pelo irmão de 14 anos em Cariacica

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Garoto é morto com tiro disparado pelo irmão de 14 anos em Cariacica


Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória (Foto: Fábio Nunes/ AT/ 24/03/2021)Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória (Foto: Fábio Nunes/ AT/ 24/03/2021)

Um adolescente, de 15 anos, morreu após ser baleado em Cariacica, na tarde desta terça-feira (18). De acordo com a polícia, o tiro foi disparado pelo irmão da vítima, um menino de 14 anos. 

A Polícia Militar informou, em nota, que a vítima chegou a ser socorrida a um hospital particular de Campo Grande, no mesmo município, e encaminhado ao Hospital de Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), o antigo São Lucas, em Vitória, mas não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada na unidade. 

Foi o próprio hospital particular que avisou a PM sobre o crime. Uma equipe foi acionada ao local. após um funcionário entrar em contato com Ciodes-190, informando que o adolescente, de 15 anos, deu entrada na unidade vítima de disparos de arma de fogo. 

"O pai da vítima estava no local e informou que o outro filho, de 14 anos, que também estava na unidade, foi o autor dos disparos. De acordo com ele, o filho estava brincando com a sua arma de fabricação desconhecida quando fez o disparo", informa a nota.

O bairro onde o crime ocorreu não foi revelado pela polícia. 

Pai e filho foram encaminhados ao Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), em Vitória, para prestar depoimento.

Em nota, a Polícia Civil informou que "o pai dos adolescentes, de 66 anos, foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma e como não pagou fiança arbitrada pelo delegado de plantão, foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana.

O adolescente de 13 anos assinou um Boletim de Ocorrência Circunstanciado (Boc) por ato infracional análogo ao crime de homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e foi reintegrado à família, após a mãe assumir o compromisso de comparecer ao Ministério Público quando solicitado.

A arma, uma cartucheira de fabricação caseira, será encaminhada para o setor do Departamento de Criminalística - Balística, da Polícia Civil".