search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

“Fui traída em todos os meus relacionamentos”, diz atriz de Malhação

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Entretenimento

“Fui traída em todos os meus relacionamentos”, diz atriz de Malhação


Jade Cardozo (Foto: Divulgação/TV Globo)
Jade Cardozo (Foto: Divulgação/TV Globo)
“Fui traída em todos os meus relacionamentos. Então, me coloco no lugar da amiguinha, porque não dá. Tem tanto cara por aí...”, afirma a atriz carioca Jade Cardozo, de 23 anos.

Por ironia do destino, ela está vivendo a vilã destruidora de relacionamentos Leila, de “Malhação - Toda Forma de Amar”. É o terror do casal Filipe (Pedro Novaes) e Rita (Alanis Guillen) e vem sendo odiada pelo público.

É a arte imitando a vida, só que às avessas. Justamente pelo fato de já ter sentido na pele o que é ser traída, Jade garante que jamais investiria em alguém comprometido e esse papo de ser “a outra” fica para a ficção.

“Eu já passei por isso, já fui a Rita”, contou ao Gshow. Aliás, na novela, a Leila também provou o gostinho de ser traída, quando Filipe não resistiu aos encantos da ex.

Pausa

A bela, que ama praia e curte ficar em casa cozinhando, diz que, no momento, não quer saber de namorado.

Mas dá para continuar confiando nas pessoas ou, após tantas experiências negativas, é melhor ficar com o pé atrás?

“Eu penso que nunca é um erro dar o seu melhor para uma pessoa, e o que ela te dá em troca diz mais sobre ela do que sobre você”, ressaltou Jade Cardozo em entrevista ao AT2.

E dá para perdoar uma traição? “Se as duas pessoas estiverem dispostas a passar por cima disso e se derem uma nova chance, dá sim”, assegura a bela carioca.

“Tem sido um desafio diário”

AT2 A Leila é sua primeira personagem na TV. Como tem sido?
Jade Cardozo É uma nova linguagem. Eu nunca tinha pisado num set com uma estrutura parecida antes. Precisei de um certo tempo até conseguir usar o nervosismo a meu favor.

Como é ser uma vilã? Uma destruidora de relacionamentos?
O público tem sido expressivo. Eu não esperava que fosse ter tanto retorno assim. Ainda acho inusitado, mas me divirto.

Toda personagem tem sua dificuldade, viver na pele de outra pessoa é uma tarefa delicada. Com a Leila, eu acabei vivendo sentimentos e situações muito distantes da minha realidade, o que acaba tornando mais difícil na hora de defender.

Estrear com uma personagem assim tem sido um desafio diário. A Leila me ensina a superar meus próprios limites, e eu aprendo a cada cena.

E atuar em “Malhação” traz uma responsabilidade diferente?
Eu sou muito feliz por estar começando na TV por “Malhação”. O ritmo de trabalho é acelerado, é um elenco cheio de gente nova, que descobre muita coisa junto. É muito louco fazer parte de um produto que você vê desde criança. A responsabilidade é grande e o aprendizado, maior ainda.

Você já era fã da trama?
Eu assisti a várias temporadas e adorava. Inclusive, uma das que mais acompanhei foi a de 2007, que era protagonizada pelo Rômulo, que hoje é meu parceiro de cena.

Agora que começou, o que espera este ano?
Continuar no teatro. Vou estrear a peça “Se”, com meu amigo, ator, diretor e roteirista Daniel Ratto. Ela fala de amor, em tempos nada fáceis.

A televisão foi um presente, que eu pretendo continuar aproveitando. Me reinventar, estudar e trabalhar é o que eu tenho feito até aqui.

Arte é resistência e, em 2020, meu plano é continuar resistindo.

O que ela diz

“Sou odiada!”
Para Jade Cardozo, o maior desafio do papel é experimentar toda a ambição, cobiça e inveja da personagem Leila, além de tentar entender, para não julgar.

“A Leila vem para acabar com o rolê. Mas a intenção da personagem é essa mesmo, é pra causar esse rebuliço no público e na novela. Então, eu estou levando na esportiva. Tá sendo interessante. Já estou aprendendo, mas sou odiada!”, contou, aos risos, em entrevista ao GShow.

Nada de namorado!

Focada na carreira, a atriz garante que ficar solteira é a opção. “Já tenho preguiça de homens até solteiros ultimamente. Então assim, namorando, não rola”, completou.

Refúgio com a mãe

Quando não está no trabalho, Jade investe em coisas simples. “Boto música, cozinho, gosto de coisas de casa mesmo. E aí, quando tenho pelo menos dois ou três dias salvos, volto pra Maricá, para a casa da minha mãe. Lá é meu refúgio, até respiro diferente”, salientou ao GShow.

Teatro desde os 8 anos

Jade Cardozo atua no teatro desde os 8 anos e também já trabalhou nos bastidores, em contrarregragem, em produção de peças de teatro e eventos.
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados