search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Folia com festival de shows

Entretenimento

Entretenimento

Folia com festival de shows


Os cariocas do DDP Diretoria vão tocar “Lá Vem Você” e “Maldade na Mente” na próxima sexta (Foto: Divulgação)
Os cariocas do DDP Diretoria vão tocar “Lá Vem Você” e “Maldade na Mente” na próxima sexta (Foto: Divulgação)
“Vamos oferecer a melhor 'open vibe' do mundo!”, promete Rafael Fraga, o Boni, integrante do DDP Diretoria. O grupo de pagode toca na próxima sexta-feira, agitando a programação de pré-Carnaval no Embrazado, na Praia do Canto.

E o que seria “open vibe”? “Diversão e energia positiva. Poder curtir o máximo que você pode ao lado de seus amigos”, responde Rafael, responsável pelo tantã do quinteto do Rio de Janeiro.
No repertório dos cariocas, faixas autorais, como “Lá Vem Você” e “Maldade na Mente”, vão agitar a festa. “Nosso repertório será eclético e nostálgico, mas sem cair na mesmice. Buscamos aquelas músicas que a pessoa não lembrava que sentia falta”, diz Boni.

A festa abre a maratona de shows que vai embalar o Carnaval no Embrazado de sábado a terça. Haverá apresentações com DJS, integrantes da escola de samba Unidos de Jucutuquara e o bloco carioca Chora me Liga. Para encerrar, o Baile do Sapucapeta, com o carioca Leandro Sapucahy no último dia de folia.


ENTREVISTA


AT2 Vocês retornam sexta a Vitória. O que o público pode esperar desse show?
Rafael Fraga Será um show 100% animado, muito para cima. Tem um repertório bem eclético e nostálgico, mas sem cair na mesmice.

Como é o público de vocês?
Não é especificamente de pagode. Ao lado de outros nomes do segmento, a gente está conseguindo dar força para o mercado do pagode e do samba, que está crescendo novamente.

Como a banda começou?
Nós somos cinco amigos e tudo começou de brincadeira quando resolvemos levar os instrumentos para a praia e tocar. Logo depois, fizemos nosso show para um público de 1.200 pessoas.

A música de vocês incorpora outros estilos, como o funk.
O nosso som tem uma base de pagode. Mas gostamos muito de misturar com outros gêneros: há muito pop, reggae, funk... Temos feito esse pagode com outros estilos. É um som bem moderno.

No ano passado, assinaram com uma grande gravadora. O que mudou na vida de vocês desde o ínício da banda?
Antes, o negócio era um hobby para estar com amigos. Hoje, é trabalho integral. Não somos apenas artistas, mas também nossos próprios empresários. Cada um tem uma função específica que ajuda na banda.

Agora o grupo está com Umberto Tavares, produtor que já trabalhou com Anitta, Ludmilla, Nego do Borel e outros artistas de sucesso. O que podemos esperar de novidade?
Tem uma música que se chama “Toda Nua”, que vai ser o primeira canção que teremos com parceria.
Não posso adiantar quem será esse “feat”. (Risos) Mas, particularmente, acho que é a melhor música que fizemos até hoje.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados