search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Fim de semana com atrações em bares e restaurantes

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Entretenimento

Fim de semana com atrações em bares e restaurantes


Músico Felype Frazão, Izabelle  e Fernanda: animação para cantar e  aproveitar o primeiro fim de semana com show (Foto: Dayana Souza/ AT)
Músico Felype Frazão, Izabelle e Fernanda: animação para cantar e aproveitar o primeiro fim de semana com show (Foto: Dayana Souza/ AT)

Nas cidades classificadas como risco baixo de transmissão do coronavírus pelo governo do Estado, bares e restaurantes podem funcionar sem restrição de horário e com atrações musicais. E estabelecimentos de Vitória e da Serra estão preparados para o primeiro fim de semana com essas novas possibilidades.

Na Grande Vitória, Vila Velha e Viana também foram classificadas ontem como risco baixo, mas o novo critério passa a vigorar somente a partir de segunda-feira. Até domingo (13), as duas cidades estão no risco moderado.

Na Serra e em Vitória, muitos bares programaram atrações, como música ao vivo.

No Bar do Gordinho, na Praia do Canto, neste sábado (12) tem apresentações de Freelance, Sué e Leley do Cavaco, a partir das 17h, com funcionamento previsto até as 3h30. Domingo (13), também a partir das 17h, é a vez de Pedalasamba, Pagode Retrô, Maycon Sarmento e Frazão, que não faz show para público desde março e, por isso, está muito ansioso.

“Meu sobrenome é gastrite, de tanta ansiedade que eu estou (risos). E também existe uma ansiedade do público de voltar a ver shows”, afirma o cantor Felype Frazão, 33 anos.

O músico está certo quanto ao sentimento do público. É como estão a estudante Izabelle Correia, 24, e a empresária Fernanda Abreu, 33 anos. “Estou feliz da vida. A gente estava precisando disso”, afirmou Fernanda.

Apesar da flexibilização, os bares e restaurantes das cidades de baixo risco precisam continuar seguindo normas quanto aos cuidados com a pandemia, como distanciamento de mesas, limite de um cliente por 10 metros quadrados e uso de máscaras.

“Estamos limitando o público em 40% da nossa capacidade e tomando todos os cuidados”, garante o proprietário do Bar do Gordinho, Sílvio Pimenta.

Entre as atrações de sábado (12) nos bares, também tem feijoada a partir das 13 horas e samba às 17h30, com o grupo Samba do Cava Roxa e Samba da Fofoca, no Mãe Joana Botequim, em Jardim Camburi. No Embrazado, na Praia do Canto, o som fica por conta do DJ Fabrício V, a partir das 15h, mas é preciso reservar mesa. Assim como na Casa de Bamba, no Centro de Vitória, que tem apresentação de Sol Pessoa, a partir das 18 horas.

Também neste sábado (12), tem feijoada e rabada a partir de meio-dia no Divino Botequim, em Jardim da Penha.

O My Fish Gastrobar, na Serra e em Vitória, voltou ao horário normal, a partir das 11h, com música ambiente e transmissão de jogos.


SAIBA MAIS


Risco baixo

  • Nas cidades classificadas como baixo risco de transmissão no mapa de risco do governo do Estado, bares e restaurantes podem funcionar sem restrição de horários e dias de semana, podendo ficar abertos à noite.
  • Os bares e restaurantes também podem ter atrações com música ao vivo.
  • Essas permissões valem para as cidades que foram classificadas como risco baixo no mapa de risco divulgado pelo Governo do Estado no último dia 4, que passou a valer na última segunda-feira (7).
  • São elas: Alegre, Alto Rio Novo, Aracruz, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Castelo, Divino de São Lourenço, Fundão, Ibiraçu, Iconha, Itaguaçu, Itarana, João Neiva, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Presidente Kennedy, Santa Leopoldina, São Gabriel da Palha, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São José do Calçado, Serra, Venda Nova do Imigrante e Vitória.
  • Nas cidades que foram classificadas como risco baixo no mapa divulgado ontem à noite pelo governo do Estado, como Vila Velha, a permissão passa a valer a partir da próxima segunda-feira (14).

Cuidados

  • Apesar de poderem funcionar sem restrições de horário e dias de semana, também podendo ter shows com música ao vivo, os bares e restaurantes das cidades de risco baixo precisam ainda seguir todas as medidas de segurança.
  • Uma das medidas é manter as mesas com distanciamento indicado entre elas.
  • Existe a limitação de um cliente por 10 metros quadrados.
  • O uso de máscara é obrigatório, para funcionários e clientes, especialmente enquanto estiverem circulando no local.
  • Os estabelecimentos também precisam disponibilizar álcool 70% ou álcool em gel.
  • Também é necessário continuar tendo cuidado especial com limpeza e higienização de locais, mesas e produtos.

Fonte: Governo do Estado.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados