search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Filho de William Bonner é vítima de fraude com auxílio emergencial

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Famosos

Filho de William Bonner é vítima de fraude com auxílio emergencial


O jornalista William Bonner usou as redes sociais na manhã desta quinta-feira (21) para afirmar que o filho, Vinícius Bonemer, foi vítima de fraude com o auxílio emergencial de R$ 600.

“Estelionatários têm usado há 3 anos o nome e o CPF de meu filho para fraudes, como a abertura de empresas ou a contratação de serviços de TV por assinatura, entre outras”, contou o âncora do Jornal Nacional.

O jornalista escreveu ainda que foram feitas denúncias e que advogados foram acionados. “A repetição de fraudes chegou ao ponto de tornar recomendável uma troca do CPF. Mas, no Brasil, a vítima de golpes dessa natureza precisa passar por uma longa provação, em que tempo e dinheiro se esvaem no desenrolar do processo burocrático”, destacou.

William Bonner, âncora do Jornal Nacional (Foto: Reprodução / TV Globo)
William Bonner, âncora do Jornal Nacional (Foto: Reprodução / TV Globo)

Bonner relatou que, na terça-feira (19), foi informado de que um jornal teria obtido documentos de um suposto registro de Vinícius no auxílio emergencial.

“Meu filho não pediu auxílio nenhum, não autorizou ninguém a fazer isso por ele. Mais uma fraude, obviamente”, publicou.

O jornalista destacou ainda que “pelos critérios do programa de auxílio emergencial, alguém nas condições sócio-econômicas do meu filho não tem direito aos 600 reais da ajuda. Portanto, quem quer que viesse a usar o nome, o CPF e dados pessoais dele deveria receber como resposta ao pleito um ‘não’. Mas, pelo que vimos ao consultar o site do Dataprev, o pedido de auxílio feito por um fraudador foi aprovado”.

Bonner finalizou a série de postagens dizendo que “de nossa parte, apresentaremos nova queixa-crime. Da parte dos gestores do auxílio emergencial, esperamos apuração rápida da fraude, para que se resguardem o patrimônio público e a confiança dos cidadãos nos mecanismos de controle desse programa”.

 21, 2020 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados