search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Festival com peças de graça e online

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Entretenimento

Festival com peças de graça e online


A peça carioca “Ariano   - O Cavaleiro Sertanejo” será encenada no sábado (22) e transmitida online (Foto: Divulgação/Festival de Teatro de Guaçuí)A peça carioca “Ariano - O Cavaleiro Sertanejo” será encenada no sábado (22) e transmitida online (Foto: Divulgação/Festival de Teatro de Guaçuí)

As cortinas do Teatro Fernando Torres, em Guaçuí, se abrem para receber mais um Festival Nacional de Teatro de Guaçuí, que vai rolar até sábado (22). A 21ª edição do evento conta com 18 apresentações de grupos capixabas, de Minas Gerais, Paraíba, São Paulo e Rio de Janeiro.

O formato será híbrido. O teatro terá 30% da sua capacidade liberada para o público conferir os espetáculos presencialmente e de graça. Já para aqueles que forem acompanhar de casa, é só ficar ligado na programação e no canal do Grupo Teatral Gota, Pó e Poeira no YouTube. As exibições serão ao vivo, mas, para quem perder, ficarão disponíveis no canal.

O espetáculo infantojuvenil “A Árvore”, do grupo de Santa Maria de Jetibá, Boyásha Trupe de Teatro, abrirá a maratona teatral desta terça (18), às 14h.

Em seguida, às 18h, o público poderá conferir “As Maldivas, essas Gêmeas Não São Flor que se Cheire”, do paraibano Cara Dupla Coletivo de Teatro, que também traz, para o festival, a peça “Eternamente Bibi”. Animou para conferir? Será na sexta (21), às 20h.

A quarta (19) será exclusiva para peças de grupos capixabas, como “Contos de Cor”, da Cia Mais Um Ponto, Mais Um Conto, às 14h; “Nem Tudo São Amores”, da Cia de Teatro Homônimos Perfeitos, às 17h; “A Mais Forte”, outra montagem da Boyásha Trupe de Teatro, às 20h.

Na quinta (20), às 10h, a galera vai acompanhar “A Refeição”, da Cia Tramp de Palhaços, de São Paulo. Às 14h será vez de “Estação Torrete”, da mineira Ovorini Carpintaria Cênica.

A premiação do evento, que vai acontecer no sábado (22), às 21h, com troféu em homenagem ao ator José Luiz Gobbi. Antes, pela manhã, a peça carioca “Ariano - O Cavaleiro Sertanejo”, às 10h.


Serviço


21º Festival Nacional de Teatro de Guaçuí
O quê: Evento em formato híbrido com a participação de grupos do Espírito Santo, Minas Gerais, Paraíba, São Paulo e Rio de Janeiro. O ator José Luiz Gobbi será o homenageado
Quando: Até o próximo sábado (22)
Onde: As transmissões acontecem diretamente do palco do Teatro Fernando Torres, em Guaçuí, que estará aberto para receber 30% do público presencial. Para assistir de casa, é só ir até o canal do Grupo Teatral Gota, Pó e Poeira no YouTube
Entrada: Gratuita

Programação:

Terça-feira (18)
“A Árvore”, da Boyásha Trupe de Teatro, às 14h. “As Maldivas, essas Gêmeas Não São Flor que se Cheire”, da Cara Dupla Coletivo de Teatro (PB), às 18h. “Terror e Miséria”, do Laboratório de Montagens Cênicas: Epicentro, às 20h

Quarta-feira (19)
“Contos de Cor”, da Cia Mais Um Ponto, Mais Um Conto, às 14h. “Nem Tudo São Amores”, da Cia de Teatro Homônimos Perfeitos, às 17h. “A Mais Forte”, da Boyásha Trupe de Teatro, às 20h

Quinta-feira (20)
“A Refeição”, da Cia Tramp de Palhaços (SP), às 10h. “Estação Torrete”, da Ovorini Carpintaria Cênica (MG), às 14h. “O Mundo Assombrado”, da Cia Nós de Teatro, às 20h

Sexta-feira (21)
“A Noite Iluminada”, da Cia Junco, às 14h. “Dose Dupla”, da Lacarta Circo Teatro, às 16h. “Eternamente Bibi”, da Cara Dupla Coletivo de Teatro (PB), às 20h

Sábado (22)
“Ariano - O Cavaleiro Sertanejo”, do Os Ciclomáticos Companhia de Teatro (RJ), às 10h. “As Malas que Carrego”, da Cia Teatral JC, às 14h. “Os Sacrilégios do Amor”, do Grupo de Teatro Gota, Pó e Poeira, às 20h. Cerimônia de premiação e encerramento às 21h