search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Falha na recarga de cartão
Qual a Bronca?

Falha na recarga de cartão

Máquinas que fazem a recarga do Cartão do Transcol instaladas no Terminal de Campo Grande, em Cariacica (Foto: Kadidja Fernandes/AT)
Máquinas que fazem a recarga do Cartão do Transcol instaladas no Terminal de Campo Grande, em Cariacica (Foto: Kadidja Fernandes/AT)

“Usuário do sistema de transporte da Grande Vitória tiveram dificuldades para recarregar os cartões de passagem no último dia 03 de junho, por volta das 19 horas. Ninguém conseguiu fazer a recarga, inclusive eu”, denuncia a consultora digital Alice Ferreira de Souza, que mora no bairro Nova Valverde, em Cariacica.

Ela relata que neste horário, o posto de atendimento do GVBus não funciona e ficam apenas as máquinas automáticas. “A máquina estava funcionando corretamente e a pessoa que estava na minha frente conseguiu fazer a recarga. Quando chegou a minha vez, a máquina engoliu o dinheiro e não registrou a recarga”

Alice disse que perdeu bastante tempo na tentativa de retirar o dinheiro e só conseguiu com ajuda de um senhor que estava no local.
“Ninguém mais conseguiu fazer a recarga por falta de espaço no interior da máquina. Peço providência para que o problema não se repita.”

O Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) esclarece que os casos em que as máquinas de autoatendimento ficam com notas dos passageiros são pontuais.

Porém, uma escala especial para que tenha sempre alguém no local para orientar os usuários com problemas já está sendo providenciada. Além disso, uma manutenção preventiva será realizada em todas as máquinas para evitar a situação descrita.

Ressalta que não é permitido o uso de notas rasgadas, amassadas, molhadas ou com grampos, pois, além de danificarem o equipamento, na maioria das vezes, elas travam a máquina ou interrompem o procedimento, causando transtornos como o relatado.

(Foto: )
(Foto: )
 Alice disse esperar que o GVBus melhore o funcionamento das máquinas para não prejudicar os usuários.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados