search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Façam suas apostas!
Papo do Dias
Flávio Dias

Flávio Dias


Façam suas apostas!

“Menina dos olhos” dos clubes brasileiros a partir do início da década de 90, quando o São Paulo de Telê Santana conquistou o bicampeonato (1992 e 1993), a Libertadores começa pra valer nesta terça-feira (3). O Brasil tem sete representantes na fase de grupos, já que o Corinthians ficou pelo caminho ainda na segunda fase preliminar, eliminado pelo Guaraní/PAR.

É hora de botar a bola de cristal para trabalhar! Quem são os favoritos?

Flamengo

Gabigol começou 2020 voando! (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)
Gabigol começou 2020 voando! (Foto: Alexandre Vidal/Fla Imagem)
O que está bom pode melhorar? No caso deste Flamengo, sem dúvidas! O time que embalou de forma impressionante desde a chegada do Jorge Jesus está ainda melhor em 2020. Com muito dinheiro no caixa, contratações bem feitas e manutenção da base campeã – perdeu apenas o zagueiro Pablo Marí –, o Fla é o favoritaço!

Além das novas peças de reposição, que seriam titulares em quase todos os outros times brasileiros da Libertadores, o time ainda vê Gabigol decolar já desde o início do ano. São nove gols em apenas sete jogos! Se a esperada proposta do futebol europeu não veio, melhor para a torcida rubro-negra.

O Flamengo, atual campeão, é cabeça de chave no Grupo A. E duvido que tenha alguma dificuldade para avançar numa chave com Junior Barranquilla/COL, Independiente Del Valle/EQU e Barcelona de Guayaquil/EQU.

Palmeiras

O Palmeiras tinha tudo para ter sido a maior ameaça ao Flamengo no ano passado. Não foi. Passou longe disso. E a decepção foi tão grande que acho cedo para recolocar o Verdão novamente como maior adversário rubro-negro ou mesmo candidato ao título desde já.

Luxemburgo comanda o Palmeiras na Libertadores (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)
Luxemburgo comanda o Palmeiras na Libertadores (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)
Não faltam jogadores, é verdade. O elenco alviverde ainda é muito bom, apesar das poucas contratações. Weverton, Felipe Melo, Gomez, Bruno Henrique, Ramires, Zé Rafael, Luiz Adriano, Willian Bigode... O técnico é um dos mais vitoriosos da história do futebol brasileiro. E torço muito para ver o Luxemburgo montar novamente um time como nos seus melhores dias. São times que jogam futebol, vencem e dão show.

Mas estou com uma pulga atrás da orelha, talvez por ter apostado tanto no Palmeiras em 2019.

De qualquer forma, o Verdão também passa de fase sem sustos. Está no Grupo B, junto com Bolívar/BOL, Guaraní/PAR e Tigre/ARG.

Athletico/PR

O Furacão de Lucho González é incógnita (Foto: Maurício Mano/Athletico/PR)
O Furacão de Lucho González é incógnita (Foto: Maurício Mano/Athletico/PR)
Campeão da Copa Sul-Americana em 2018 e campeão da Copa do Brasil em 2019. Quando todos esperavam o “pulo do gato” do Athletico/PR, o clube desmontou o time. Difícil prever o que o Furacão fará em 2020 com tantas mudanças.

Saíram 12 nomes, com maior dano para as perdas de Léo Pereira, Bruno Guimarães, Rony e Marco Rúben, além do técnico Tiago Nunes. O time agora está nas mãos de Dorival Júnior, que não recebeu reforços empolgantes.

O Athletico/PR, dos experientes Lucho González e Adriano, está no Grupo C. Uma chave encardida, com Peñarol, Colo-Colo e Jorge Wilstermann. Difícil pensar no time indo além das oitavas de final.

São Paulo

Está aí uma das maiores expectativas da temporada. Será que, desta vez, o Fernando Diniz acerta? O São Paulo é o time legal de ver jogar. Mas que preocupa a torcida quando a bola não entra. E, com o Diniz, ela cismou de não entrar no Athletico/PR e, depois, no Fluminense. Até no próprio São Paulo, pelo menos até duas semanas atrás.

De lá para cá, até o Alexandre Pato desencantou! Agora vai?

Não duvidem do São Paulo. Tem camisa, história e, se a bola continuar entrando, tem time.

Acho que briga até as semifinais. Com uma ressalva: pegou uma chave difícil logo de cara. O Grupo D tem o Binacional, terceiro colocado do Campeonato Peruano, a LDU, com sua irritante altitude de Quito, e o River Plate, finalista em 2015, 2018 e 2019 e campeão em 2015 e 2018.

Gre-Nal

Grêmio de Renato vai brigar pelo título (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Grêmio de Renato vai brigar pelo título (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)
Sim, não tem como separar Grêmio e Inter quando os dois caem no mesmo grupo de uma Libertadores! Incrível, né? Acho que o Grupo E é o Grupo da Morte desta edição, com América de Cali e Universidad Católica completando a chave.

O favorito? Para mim, o Grêmio. Já escrevi aqui em outro post que vejo o time do Renato Gaúcho como o novo principal adversário do Flamengo. Contratou bem, para as posições nas quais estava carente, e vai brigar pelo título. Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, Kannemman (quando voltar de lesão) e Caio Henrique (vai ganhar a posição); Matheus Henrique, Maicon, Thiago Neves (Lucas Silva); Alisson, Everton e Diego Souza. Grande time, não acham?

No lado vermelho do Gre-Nal, vejo o Inter abaixo do rival. Ainda não consigo elogiar o trabalho do técnico Eduardo Coudet. O time sofreu mais do que deveria na fase preliminar. Vamos aguardar...

Santos

Soteldo continua no Santos (Foto: Ivan Storti/SantosFC)
Soteldo continua no Santos (Foto: Ivan Storti/SantosFC)
O Santos começa a Libertadores sem a certeza se Jesualdo Ferreira é o treinador certo para o time. E só essa incerteza já é prejudicial à equipe. O português estava para ser demitido antes do empate com o Palmeiras pelo Paulistão. Ficou, mas por quanto tempo?

Será capaz de levar o Peixe além da fase de grupos? Os adversários no Grupo G são Defensa Y Justicia/ARG, Delfín e Olimpia. A camisa do Santos é a mais pesada da chave. Ainda há jogadores bons no elenco, como Lucas Veríssimo, Sánchez e Soteldo. Falta “encaixar” com a nova proposta de jogo, mais cadenciada, bem diferente do time de Jorge Sampaoli. Não acho que brigue para ser campeão.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados