search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Exames nos olhos revelam até 30 doenças, dizem médicos

Notícias

Publicidade | Anuncie

Saúde

Exames nos olhos revelam até 30 doenças, dizem médicos


Olhos vermelhos, visão embaçada e desconforto visual nem sempre estão diretamente relacionadas a problemas na visão e podem indicar que algo grave acontece com a sua saúde.

Oftalmologista Liliana Nóbrega disse que exames dos olhos detectam comportamentos anormais no organismo (Foto:  Thiago Coutinho/AT)
Oftalmologista Liliana Nóbrega disse que exames dos olhos detectam comportamentos anormais no organismo (Foto: Thiago Coutinho/AT)
Os olhos podem ajudar na identificação de que há algo errado no organismo. Exames oftalmológicos conseguem revelar até 30 doenças, segundo médicos.

A oftalmologista Liliana Nóbrega explica que, na maioria das vezes, o paciente não chega a ter sintomas em outras partes do corpo. Quando os sintomas surgem, as doenças já estão mais avançadas.

“Os exames dos olhos conseguem detectar indícios de comportamentos anormais no organismo. Por exemplo, o mapeamento de retina e o exame de fundo de olho podem detectar doenças crônicas, vasculares, neurológicas, e, claro, também dos olhos”.

Isso ocorre porque várias doenças que afetam o nosso organismo se manifestam também pelos olhos. E, em muitos casos, os primeiros sintomas aparecem nesta região.

No exame de fundo de olho, são usadas lentes de aumento, onde o médico utiliza uma luz que permite enxergar a parte interna do órgão, sem medidas invasivas.

“Esse exame nos dá um panorama dos vasos sanguíneos, se eles estão contraídos, estreitos e com formas anormais, isso pode significar hipertensão”.

A oftalmologista alerta que as idas periódicas ao profissional para um exame nos olhos também podem prevenir o desenvolvimento de doenças.

“A diabetes, por exemplo, não é causada por distúrbios oculares, porém, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, seus portadores chegam a ter uma probabilidade 25 vezes maior de perder a capacidade de enxergar. Além disso, a diabetes aumenta o risco de catarata”, comenta a profissional.

A lista de doenças que podem ser reveladas através de exames oculares é ainda mais extensa, podendo ser descoberto até doenças infecciosas, como a Aids, que causa hemorragias oculares.

“Por isso, é recomendável que o check-up do olho seja colocado na lista de cuidados obrigatórios com a saúde rotineiramente. Também não há idade mínima. É necessário fazer exames oftalmológicos desde a maternidade”, ressalta Liliana Nóbrega.

OPINIÕES

 (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

"Um exame de rotina pode acompanhar ou até mesmo diagnosticar doenças sistêmicas" - César Barbieri, oftalmologista

"Os olhos são a janela do nosso organismo. Através deles é possível observar alterações" - André Machado, oftalmologista

COMO ALGUMAS DOENÇAS SÃO DETECTADAS

- Diabetes: a alta concentração de glicose nos diabéticos pode afetar os vasos sanguíneos dos olhos, rompendo-os, provocando assim o vazamento de fluido na retina.

- Câncer de pele: os exames dos olhos podem revelar câncer de pele ao notar pequenas pintas no interior do globo ocular.

Exame nos olhos: prevenção (Foto: Arquivo/AT)
Exame nos olhos: prevenção (Foto: Arquivo/AT)
- Aneurisma cerebral: o exame pode diagnosticar alguns indícios de aneurisma cerebral, como o aumento da pressão dentro do cérebro, inchaço do nervo óptico e hemorragia na retina.

- Hipertensão: além de levar à obstrução dos vasos da retina, as complicações da hipertensão podem acarretar uma lesão vascular na retina, ocorrendo a perda de visão.

Fonte: Médicos consultados.


SAIBA MAIS

- Doenças do olho: glaucoma, catarata, degeneração macular, cegueira por retinopatia diabética, ceratocone, etc.

- Doenças reumatológicas: artrite reumatoide, lúpus, espondilite, anquilosante, doença de behcet, síndrome de reiter, etc.

- Doenças neurológicas: Alzheimer, Parkinson, Intracraniana, miastenia graves, esclerose múltiplas, etc.

- Doenças infecciosas e/ou parasitárias: toxoplasmose ocular, Aids, tuberculose, sífilis, zica, etc.

- Doenças circulatórias e metabólicas: hipertensão arterial, diabetes, etc.

- Doenças hematológicas: leucemia, linfoma, anemia falciforme.

Fonte: Médicos consultados.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados