search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ex-ministro culpa Fachin pela morte de Meurer
Cláudio Humberto
Cláudio Humberto

Cláudio Humberto


Ex-ministro culpa Fachin pela morte de Meurer

O deputado Ricardo Barros (PP-PR), que foi relator da Lei de Abuso de Autoridade, culpa Edson Fachin, ministro do Supremo Tribunal Federal, pela morte do ex-deputado Nelson Meurer na prisão, vítima de Covid-19.

Barros criticava a decisão de Fachin que cassou a liminar do presidente do STF, Dias Toffoli, em entrevista ao programa Bastidores do Poder, da Rádio Bandeirantes, e fez o paralelo: “é puro ativismo político dele, como fez quando matou Nelson Meurer na cadeia”. Meurer, 73, foi o primeiro político condenado à prisão na Lava a Jato.

Coleção de comorbidades
Nelson Meurer(foto) tinha hipertensão, diabetes e havia passado por recente cirurgia cardíaca. Contraiu Covid-19 na prisão, mas Fachin não o liberou.

Membro honorário
“Fachin faz parte da Lava a Jato”, acusou Barros, “é membro honorário”, ao criticar a decisão “inconstitucional” que “não se sustentará” no STF.

Conferindoa legalidade
Para ele, ao pedir acesso às investigações, “a PGR busca apenas conferir a legalidade” de tudo o que foi feito na Lava a Jato”.

Quem não deve não teme
Ele diz que respeita a ação da força-tarefa contra a corrupção, mas “se a Lava a Jato fez tudo dentro da lei, não há por que fazer esse esperneio”.

Quem imitou quem? Petrobras ou Pemex?
Tanto quanto o governo Lula (PT), que usou a Petrobras para bancar seu esquema de corrupção, o ex-presidente do México Enrique Peña Nieto agora é acusado de também haver usado sua estatal petroleira Pemex para subornar políticos, em escândalo que guarda semelhanças impressionantes com os esquemas petistas do mensalão e do petrolão. O caso é investigado pela “Fiscalía General de la República (FGR)”, espécie de PGR do México, com reforço de delações premiadas.

Sem intermediário
Se a Odebrecht distribuía dinheiro roubado aos políticos, no México o suborno era levado em malas pela Força Aérea para os parlamentares.

Velho conhecido
Ex-diretor da Pemex, Emilio Lozoya é enrolado também com o esquema da Odebrecht, pelo qual foi preso em fevereiro.

Departamento próprio
A polícia mexicana desenterrou um departamento inteiro dedicado a monitorar e eventualmente comprar apoio de deputados e senadores.

Bilhões contra Covid
Cálculos da equipe econômica do governo indicam que o total de despesas relacionadas ao combate da pandemia do novo coronavírus, apenas este ano, deve chegar a R$ 505 bilhões.

Caça às bruxas
A Câmara agora quer criar tempo de prisão para quem “pratica campanhas de desinformação na internet”. O autor da ideia, Orlando Silva (foto), do PCdoB, que pagava até tapioca com cartão corporativo, ressalva: “Não estou aqui querendo ir atrás da 'tia do whatsapp'”.

Voto vencido
Será interessante o julgamento do mérito, no plenário do STF, do pedido da Procuradoria Geral da República (PGR) para ter acesso à investigação da Lava a Jato. Fachin corre o risco de ser voto vencido.

Culpa da China
A revista Foreign Policy informou que a maioria dos americanos (73%), tanto republicanos, quanto democratas, concorda com a visão negativa de Donald Trump sobre a China. Outros 78% acreditam que o governo chinês tem alguma culpa em relação à pandemia do Covid-19.

Ativismo de dados
O estudo que apontou que o número de mortes caiu no Rio após a proibição de operações policiais em favelas é de grupo de sociólogos que estuda “novos ilegalismos”. Cuidado com eles.

Não dá para cair mais
Se já era baixo, o prestígio Felipe Santa Cruz, presidente nacional da OAB, chegou ao rés do chão com a armadilha em que convidados para um evento por videoconferência apareceram ao lado da logomarca da patrocinadora Qualicorp, cujo fundador foi preso há dias por corrupção.

Retomada é realidade
Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, o consumo de energia no mercado livre cresceu 1,7% em relação a julho de 2019. “Reflete a retomada gradual da atividade econômica”, explica a CCEE.

É o maior, mas saiu barato
É o maior da História o acordo entre a AGU e a Vale, para que a mineradora pague R$129,5 milhões ao INSS, em razão dos benefícios recebidos por suas vítimas. O acordo evita a ação judicial do INSS contra a Vale, responsável pela barragem. Saiu barato.

Pensando bem...
...a “terceira onda” da pandemia vai ser no bolso.

Poder sem pudor

Motorista disciplinado
Vice-prefeito de Icó (CE), Fabrício Moreira contratou uma figura folclórica da cidade, Joaquim dos Santos, como motorista.

Mas Joaquim não era propriamente um ás do volante. Certa vez, em viagem a um distrito vizinho, eles desciam a perigosa ladeira da Bertioga, quando Fabrício Moreira viu que uma carreta descendo na contramão.

Ordenou, com um grito: “Joaquim, desvie o carro para o acostamento!” O homem argumentou: “Posso não, doutor, eles é que estão errados.”

Fabrício repetiu a ordem várias vezes, até que perdeu a paciência, tomou a direção e desviou o carro, ele mesmo, do desastre iminente. E desabafou: “Joaquim seu maluco, no céu não tem Detran!”

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Cláudio Humberto

PT pode até virar “coadjuvante” do Psol e PCdoB

O declínio eleitoral do Partido dos Trabalhadores chama atenção para o presidente do instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo. Em 2016, o partido de Lula perdeu 60% das prefeituras que conquistou …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Prefeitos podem usar Covid e dar golpe na eleição

A emenda constitucional que alterou a data da eleição municipal deste ano pode favorecer prefeitos mal nas pesquisas a aplicarem um golpe. A nova data da eleição é 15 de novembro, mas como tem …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Desemprego pós-Covid rivaliza com pandemia Dilma

Dados do IGBE, de sexta-feira (18), indicam que a crise provocada pela pandemia agravou o desemprego no Brasil, que hoje registra 13,7 milhões de pessoas sem carteira assinada. Em maio, no começo da …


Exclusivo
Cláudio Humberto

PT enfrenta eleição da qual poderá sair nanico

Pesquisas recentes indicam que o PT de Lula, que virou sinônimo de corrupção, tem chances reduzidas de conquistar prefeituras nas capitais, este ano. Seu desempenho tem mostrado trajetória …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Em SP, sai “Bolsodoria” e entra “Bolso vs. Doria”

Poucas coisas fascinam tanto o presidente Jair Bolsonaro quanto a ideia de ajudar a derrotar o candidato do governador João Doria (PSDB) à prefeitura de São Paulo, este ano. Emprestou seu nome ao …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Bolsonaro acabou “Renda Brasil” para conter boato

O presidente Jair Bolsonaro jamais gostou da ideia e ontem liquidou de uma vez a troca de denominação do Bolsa Família por “Renda Brasil”. Político experiente, ele sabia que a mudança embutia um …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Reforma Tributária afetará a Zona Franca de Manaus

O senador Roberto Rocha (PSDB-MA), presidente da Comissão Mista da Reforma Tributária, confirmou ontem mudanças na Zona Franca de Manaus. Ele acha “insustentável” manter casos como a do xarope …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Greve exige regalias de R$ 600 milhões nos Correios

A greve anual dos Correios perde sentido a cada edição, e em 2020 chegou à perversidade de ser decretada em plena pandemia, quando o País mais precisava dos seus serviços. O ministro das …


Exclusivo
Cláudio Humberto

Senado atribui enquete censurada a “manutenção”

O Senado alegou a necessidade de “manutenção” para suprimir a enquete em seu site eCidadania quando quase 99% dos quase 9 mil participantes rejeitavam a proposta de emenda (PEC 33) para autorizar a …


Exclusivo
Cidades Cláudio Humberto

Bolsonaro deve recorrer, mas desobedecer é opção

O presidente Jair Bolsonaro deve optar pela sensatez, recorrendo ao plenário do STF da decisão do ministro Celso de Mello de submetê-lo ao constrangimento de interrogatório presencial, no inquérito …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados