search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ex-jogador do Fluminense morre após ser baleado em tentativa de assalto no Rio

Esportes

Publicidade | Anuncie

Esportes

Ex-jogador do Fluminense morre após ser baleado em tentativa de assalto no Rio


Márcio Baby, jogou pelo Fluminense entre 1992 e 1994 (Foto: Reprodução/Twitter @FluminenseFC)
Márcio Baby, jogou pelo Fluminense entre 1992 e 1994 (Foto: Reprodução/Twitter @FluminenseFC)

Ex-jogador do Fluminense, Márcio Roberto dos Santos Ribeiro, conhecido como Márcio Baby, morreu aos 48 anos, nesta quarta-feira (7). A morte do antigo zagueiro do time carioca foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro ao Globo Esporte. 

Márcio Baby foi baleado durante uma tentativa de assalto nessa terça (6), no bairro da Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro, e estava internado desde então. 

"A direção do Hospital Estadual Getúlio Vargas (HEGV) informa que o paciente Márcio Roberto dos Santos Ribeiro apresentou piora em seu estado de saúde e evoluiu para óbito nesta quarta-feira (07/04)", diz a nota da secretaria.

Márcio chegou a ser operado assim que chegou ao hospital. Até a noite desta terça (6), o quadro de saúde do ex-jogador era considerado estável. Nas redes sociais, o Fluminense lamentou a morte do ex-zagueiro.

Márcio Baby foi revelado no Fluminense e defendeu o clube carioca entre 1992 e 1994. Ele disputou 49 partidas e marcou dois gols com a camisa tricolor.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados