search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Estudo mostra que autismo cresce no mundo e no Brasil
Tribuna Livre

Estudo mostra que autismo cresce no mundo e no Brasil

 (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
O mais novo levantamento do Centro de Controle de Doenças e Prevenção (CDC) dos Estados Unidos traz números preocupantes sobre a prevalência do Transtorno do Espectro Autista (TEA) no País, acendendo o sinal vermelho para a quantidade de casos em todo o mundo. As estatísticas para 2020 indicam a existência de 1 autista para cada 54 crianças na faixa dos 8 anos de idade.

Atualizada a cada dois anos, a sondagem aponta crescimento de 10% no número de casos, quando a incidência era de 1 para cada 59 crianças. Para se ter uma ideia da progressão, em 2004, a prevalência era de 1 caso em cada 166 crianças.

O diagnóstico de meninos continua sendo quatro vezes maior que o de meninas. Mas, pela primeira vez, os estudos apontam para uma prevalência quase idêntica do transtorno em crianças brancas e negras, indicando a presença do TEA em todos os grupos raciais, étnicos e socioeconômicos.

Diante dos números, é fundamental alertar pais e profissionais da saúde para que o diagnóstico seja cada vez mais precoce, seguida da necessidade de acompanhamento adequado para essas crianças, com o intuito de que elas se desenvolvam e tenham qualidade de vida, independentemente da condição social das famílias.

Isso porque hoje, apesar de o autismo estar em todas as classes, só tende a ter o laudo e receber o tratamento adequado àquelas que pertencem a uma camada mais privilegiada.

A parte positiva é que o aumento da prevalência pode, sim, estar associado a maior conscientização da sociedade, sugerindo a existência de triagem e detecção do TEA em crianças com faixa etária cada vez menor.

O número de crianças submetidas à triagem aos três anos de idade, por exemplo, aumentou de 74% para 84%. Dessa forma, se a tendência permanecer, a prevalência entre crianças de 8 anos continuará a aumentar, com a perspectiva de que aproximadamente 75 mil adolescentes com o transtorno se tornem adultos anualmente. Por todos esses pontos, é importante que o Transtorno do Espectro Autista assuma condição de saúde pública.

No ano passado, o Brasil deu o primeiro passo ao sancionar a Lei 13.861/2019, que incluirá dados específicos sobre o autismo no censo do IBGE a partir de 2020, solucionando a falta de dados oficiais no País.

O TEA é resultado de uma desordem no desenvolvimento cerebral que causa modificações na capacidade de comunicação, na interação social e no comportamento. A estimativa é de que existam 70 milhões de pessoas no mundo com autismo. Desse total, 2 milhões estariam no Brasil. O censo será importante para mostrar a realidade do País e acabar com as subnotificações.

Outro passo importante é a Lei 13.977/2020, que instituiu a Carteira de Identificação da Pessoa com TEA. O documento, emitido gratuitamente, garante que pessoas com autismo tenham prioridade no acesso a serviços de saúde, educação e assistência social das redes pública e privada.

A lei é uma vitória para os profissionais que lutam por essa causa, para as pessoas que possuem o transtorno e suas famílias.

THIAGO GUSMÃO é neurologista infantil.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Telemedicina como solução para a “terceira onda” do coronavírus

O mundo neste momento se uniu em uma pesquisa maciça sobre o novo coronavírus. As medidas de prevenção, estatísticas de óbitos por região, opiniões sobre isolamento são narradas por leigos e …


Exclusivo
Tribuna Livre

Duas pandemias: Covid-19 e obesidade

Desde que a OMS classificou a Covid-19 como uma pandemia, a população vivencia mudanças na vida e na comunicação sobre saúde. Medidas de isolamento social para conter o avanço da doença foram …


Exclusivo
Tribuna Livre

Mundo não será mais o mesmo depois da pandemia

Viveremos, no pós-pandemia do novo coronavírus, um “new normal”, ou seja, um novo normal. O mundo não será mais o mesmo. As nossas vidas não serão mais as mesmas. Mudanças que o mundo demoraria …


Exclusivo
Tribuna Livre

Tratamento do câncer infantil deve continuar durante pandemia

Tempos difíceis. O vírus, que nos últimos meses transformou a vida das pessoas, chegou para somar num universo de problemas de saúde pré-existentes, entre eles, o câncer, que acomete crianças e …


Exclusivo
Tribuna Livre

Criança no cenário da pandemia é assunto de gente grande

Na Idade Média, de acordo com alguns sociólogos da infância, a criança era vista e tratada pela sociedade como uma espécie de miniatura de adulto. Essa ideia perdurou ao longo de muito tempo. …


Exclusivo
Tribuna Livre

Profissionais da saúde superam desafios e não se deixam abater

A realidade pandêmica, que ressurge ao longo da nossa história, desperta na sociedade o sentimento de aflição, angústia e medo. Diante do desespero social que se instala, os profissionais da linha de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Ordoliberalismo como base da Economia Social de Mercado

Os primórdios de uma lei que regule a livre concorrência podem ser encontrados no pensamento cameralista austríaco de fins do século XVIII. Posteriormente, a aplicação de princípios jurídicos para …


Exclusivo
Tribuna Livre

Duzentos anos da profissão que tem a missão de cuidar

Neste mês de maio, a Enfermagem comemora 200 anos de reconhecimento dessa nobre profissão. E, por falar nisso, você, leitor, me reconhece? Eu sou aquele que o acolhe quando sua saúde se encontra …


Exclusivo
Tribuna Livre

É preciso mais ética e menos corrupção durante a pandemia

Na semana em que o Brasil ultrapassa, com folga, a primeira dezena de milhares de mortos em razão da Covid-19, inúmeras matérias jornalísticas chamam nossa atenção para outro problema gravíssimo, a …


Exclusivo
Tribuna Livre

Construção civil é essencial para a retomada da economia

Recentemente, o presidente da República, Jair Bolsonaro, assinou um decreto classificando a construção civil como um serviço essencial ao País. A medida facilita a continuidade de obras, desde que …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados