search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Estado vai comprar mais 100 mil testes de Covid-19

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Estado vai comprar mais 100 mil testes de Covid-19


Teste para detectar a Covid-19 (Foto: Freepik)
Teste para detectar a Covid-19 (Foto: Freepik)

Com a ampliação da testagem de pacientes com suspeita de Covid-19, o governo do Estado pretende comprar mais 100 mil testes PCR-RT, também conhecido como exame do cotonete. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), já está em fase de contrato a aquisição de 48 mil desses testes. 

A pasta informa que o investimento na compra desses insumos é de cerca de R$ 3 milhões e a vencedora da licitação foi a empresa ThermoFisher Americana, com representante no Brasil.

A previsão da Sesa é que esses testes já estejam disponíveis para uso a partir de dezembro. 

Em nota enviada na segunda-feira (23) para a reportagem do Tribuna Online, a secretaria informou que o Estado adquiriu até o momento 80 mil testes de PCR, e "está finalizando um novo processo de aquisição de mais 100 mil testes de PCR".

Atualmente, segundo a Sesa, são realizados de 2 a 3 mil testes PCR de Covid-19, por dia, no Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen). O tempo médio de espera para o resultado é de até cinco dias. 

"No estoque do Lacen ainda constam aproximadamente 52 mil testes com vencimento até 21 de dezembro", informou a Sesa. 

No fim de semana, o jornal "O Estado de São Paulo" publicou reportagem informando que o Ministério da Saúde armazena em São Paulo 6,8 milhões de testes PCR que vencem entre dezembro e janeiro de 2021, podendo ser jogados fora

Nesta quinta-feira (25), porém, o secretário de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia Medeiros, disse que a pasta recebeu nesta quinta-feira (25) um estudo da Organização Panamericana de Saúde (Opas) sobre a ampliação do prazo de validade dos testes de Covid por até 12 meses, conforme o G1. Agora, falta a Anvisa receber o pedido de ampliação e analisar a extensão dessa validade.

No caso do Espírito Santo, a Sesa informa que não há risco de descarte de testes por conta da demanda diária que chega a até 3 mil exames. 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados