search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Estado tem mais 70 mortes por Covid e 2.562 novos casos

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Estado tem mais 70 mortes por Covid e 2.562 novos casos


Coronavírus confirmado no Espírito Santo (Foto: Arte: Renan Martinelli/AT - Foto: CADU ROLIM/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO) )
Coronavírus confirmado no Espírito Santo (Foto: Arte: Renan Martinelli/AT - Foto: CADU ROLIM/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO) )

Mais 70 mortes por complicações causadas pelo novo coronavírus foram confirmadas no Espírito Santo nesta quarta-feira (7). De acordo com os dados do Painel Covid-19, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o total de mortes chegou a 7.947.

Na atualização do painel de terça-feira (6), haviam sido registradas 110 mortes pela doença, representando uma redução na quantidade de mortes nas últimas 24 horas.

Vila Velha é a cidade capixaba que registra o maior número de mortes por conta da doença com 1.007 óbitos. A Serra, em segundo nessa lista, tem 931 e Cariacica, em terceiro, tem 909 mortes.

Entre os bairros, a Praia da Costa, em Vila Velha, lidera esse ranking com 102 moradores que morreram por conta da Covid-19. Jardim Camburi e Jardim da Penha, ambos em Vitória, estão logo atrás com 78 e 65 óbitos, respectivamente.

Casos

Nesta quarta-feira (6), foram confirmados 2.562 novos casos de infecção pelo coronavírus em pacientes no Estado. O total de pessoas com Covid-19 chegou a 395.947 no Espírito Santo.

O número de casos novos é maior do que o registrado na terça (6), quando 2.501 infecções pelo coronavírus foram confirmadas.

Entre as cidades, Vila Velha é a que concentra o maior número de casos confirmados da doença com 49.306 diagnósticos de Covid-19. A Serra, em segundo, tem 49.137 e Vitória, em terceiro, contabiliza 42.937 casos da doença.

O bairro Jardim Camburi, na capital, é o que apresenta o maior número de casos com 6.500. A Praia da Costa, em Vila Velha, tem 5.263 moradores com testes positivos e Jardim da Penha, também na capital, tem 3.809 casos.

Curados

Mais 2.528 pacientes receberam a confirmação de que estão curados da Covid-19 nesta quarta (7), de acordo com a atualização do painel da Sesa. O total de pessoas curadas é de 366.408.

A quantidade de pessoas curadas diminuiu em comparação aos dados de terça (6), quando 3.806 pacientes receberam alta.

A Serra é a cidade com maior número de pessoas curadas da Covid-19 com 47.206 enquanto que Vila Velha, em segundo, tem 46.607 e Vitória, em terceiro, tem 41.534 moradores curados.

Ainda há 239.916 casos suspeitos da doença, mas, por outro lado, 586.829 foram descartados. O total de notificações é de 1.222.692, segundo a Sesa.

A taxa de letalidade é de 2% e já foram realizados 1.168.060 testes em pacientes com suspeita de infecção pelo coronavírus.

Leitos

A taxa de ocupação de leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento de pacientes com Covid-19 nos hospitais capixabas está em 93,37%.

Esse índice é maior do que o registrado na terça (6),quando a ocupação desses leitos era de 92,92%, segundo a Sesa.

Atualmente, o Estado conta com 996 vagas em UTI e UCI para pacientes com Covid-19. Deste total, 930 estão ocupadas.

Vacinação

O Espírito Santo passou da marca de 100 mil pessoas vacinadas contra a Covid-19 com as duas doses, nesta quarta-feira (7). De acordo com as informações do Painel de Vacinação, da Sesa, são 102.285 capixabas que receberam as duas doses do imunizante. 

Em relação a primeira dose, foram aplicadas 417.551 até nesta quarta-feira. 

O Espírito Santo recebeu, até o momento, 784.570 doses da vacina contra a Covid-19. Deste total, 728.319 já foram distribuídas aos municípios. 

Vale destacar que o prazo para a aplicação da segunda dose varia de 28 dias a três meses, dependendo da empresa fabricante do imunizante. 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados