X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Zubeldía assume culpa por goleada e queda do São Paulo: 'Responsabilidade é 100% minha'


O técnico Luis Zubeldía assumiu ser ele o responsável pela goleada sofrida pelo São Paulo para o Vasco por 4 a 1 na noite deste sábado, em São Januário, no Rio, e também pela queda de rendimento do time paulista, que sofreu o segundo revés consecutivo no Brasileirão.

"Parece a mim que, a princípio, tivemos nossos momentos, ficamos na frente do marcador. Creio que o segundo tempo o gol antes de terminar o primeiro tempo nos golpeou um pouco. Mas tenho a sensação que de início tivemos a iniciativa, fizemos gol e na hora de controlar o jogo ficamos com algo pendente", analisou o treinador.

"Depois dos 25 (minutos) o rival teve as oportunidades, aproveitou e o resultado foi construído. A responsabilidade é 100% minha como corpo técnico e vamos tratar de corrigir de imediato", acrescentou.

O São Paulo não está mais perto dos lideres do Brasileirão. O segundo revés consecutivo na competição - perdeu do Cuiabá na quarta-feira passada - o fez estacionar nos 15 e descer à oitava colocação. Para piorar, pode cair mais posições, dependendo dos resultados deste domingo.

Para Zubeldía, o que mudou no São Paulo invicto em 12 partidas para o São Paulo que perdeu os dois últimos jogos para Cuiabá e Vasco e não ganha há quatro jogos foi no aspecto tático e anímico.

"Tudo é solucionável", acredita o argentino. "Hoje conseguimos abrir o placar rápido, contra o Corinthians também e sinto que podemos manejar melhor o tempo. Não estamos fazendo e isso é uma tarefa minha com a equipe. Não tomar gols no fim do primeiro tempo... São coisas que acontecem e precisamos corrigir para crescer como equipe", apontou.

O próximo compromisso é em casa, no MorumBis, quinta-feira, diante do Criciúma, em duelo que fechará a 12ª rodada do Brasileirão. "Quando se perde dessa maneira, tem que se assumir a responsabilidade. Não tenho muito a dizer. A partir de agora vamos pensar na próxima partida".

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: