X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Zagueiro acusado de matar motociclista recebe liberdade provisória

Atleta do Bragantino pagou fiança durante audiência de custódia neste sábado (23)

Paola Ferreira Rosa, da Agência Folhapress | 23/07/2022 14:32 h

CAMPINAS, SP (FOLHAPRESS) - A justiça concedeu liberdade provisória, mediante pagamento de fiança, ao zagueiro do Red Bull Bragantino Renan Victor da Silva, 20, acusado de atropelar e matar um motociclista em Bragança Paulista (SP) na última sexta-feira (22). A decisão foi tomada neste sábado (23), durante audiência de custódia.

O jogador vai responder pelo crime de homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, com os agravantes de estar sob influência de bebidas alcoólicas e não estar habilitado para dirigir.

De acordo com reportagem da TV Vanguarda, a fiança será no valor de 200 salários mínimos, equivalente a R$ 242 mil.

O zagueiro deverá entregar seu passaporte à Polícia Federal em 72 horas e precisará comparecer a todos os atos do processo. A decisão ainda proíbe Renan de frequentar bares e casas de shows.

Na manhã de sexta-feira (22), o jogador se envolveu em um acidente com morte no interior de São Paulo. O caso aconteceu na Rodovia Alkindar Monteiro Junqueira, que liga Bragança Paulista a Itatiba (a 80 km de São Paulo), por volta das 6h40.

Segundo a Policia Milita Rodoviária, o carro conduzido pelo jogador teria invadido a pista contrária, na altura do quilômetro 47, e batido contra uma moto. O condutor da motocicleta, Eliezer Pena, 38, morreu no local.

Segundo o relato policial, o jogador tinha sinais de embriaguez. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi detido.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS