X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Vettel organiza corrida de rua no Circuito de Ímola em homenagem a Senna


As homenagens a Ayrton Senna no ano em que sua morte completa três décadas chegaram ao fatídico Circuito de Ímola nesta quinta-feira. No traçado onde o tricampeão mundial sofreu o acidente fatal, no GP de San Marino de 1994, o ídolo brasileiro foi lembrado por uma corrida "de rua" realizada na própria pista do autódromo e organizada por Sebastian Vettel. O circuito vai receber o GP de Emilia-Romagna no fim de semana.

A corrida teve parada obrigatória na Curva Tamburello, onde Senna acabou perdendo sua vida em grave acidente no início daquela GP. No local, há uma estátua do tricampeão, que recebeu flores, um cachecol verde e amarelo e um boné azul, com o então patrocinador "Nacional".

Diante da estátua, Vettel fez um discurso lembrando os feitos de Senna e também sobre a admiração que os pilotos ainda têm pelo tricampeão mundial. O piloto alemão, que deixou a Fórmula 1 no fim de 2022, é cotado para voltar ao grid na temporada 2025.

A homenagem contou com a presença de todos os pilotos do grid atual da F-1. Eles vestiram uma camisa amarela, com a mensagem "Forever" ("para sempre", em tradução livre), estampada na altura do peito. Somente o holandês Max Verstappen e Valtteri Bottas não vestiram a camisa especial.

Alguns dos pilotos se esquivaram da corrida de rua e contaram com "ajuda" externa, caso de Lewis Hamilton, que guiou um patinete, e de Charles Leclerc e Bottas, que percorreram o trajeto de bicicleta. O evento contou com a presença do CEO da F-1, o italiano Stefano Domenicali, e com as sobrinhas do brasileiro, Bianca e Lalalli Senna.

A homenagem também alcançou o austríaco Roland Ratzenberger, piloto estreante em 94 e que morreu no mesmo fim de semana que Senna, em Ímola. Ratzenberger sofreu grave acidente durante o treino de sábado e não resistiu aos ferimentos.

FERRARI

Senna deve receber outras homenagens ao longo do GP de Emilia-Romagna, que começa com os treinos livres, na sexta-feira. A Ferrari divulgou vídeo nesta quinta em que mostra um adesivo com a imagem de Senna e o número 30, em referência às três décadas da morte do tricampeão. O adesivo será colado nos dois carros da Ferrari no grid.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: