X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Verstappen vence com folga o GP da China de F-1 e já tem 25 pontos de vantagem no campeonato


Max Verstappen venceu pela primeira vez o GP da China de Fórmula 1, realizado neste domingo, no Circuito de Xangai, e conquistou a 58º vitória da carreira e a quarta em cinco GPs da temporada. O piloto holandês, da Red Bull, largou na pole position e se manteve na liderança durante toda a corrida com ampla vantagem.

Em segundo lugar, terminou Lando Norris, da McLaren. Sergio Pérez, da Red Bull, completou o pódio na terceira colocação. O GP da China voltou ao calendário da F-1 depois de quatro anos de ausência. O inglês Lewis Hamilton havia sido o último a vencer em Xangai. O heptacampeão é o maior vencedor da corrida, com seis vitórias, além de deter o recorde de poles, também seis. Neste domingo, o piloto da Mercedes terminou em nono lugar após largar em 18º.

Após cinco GPs em 2024, o tricampeão Verstappen caminha para seu quarto título e tem 25 pontos de vantagem sobre seu companheiro de Red Bull, Pérez (110 a 85). Em terceiro lugar está Charles Leclerc, da Ferrari, com 76. Entre os construtores, a Red Bull tem 195 pontos, contra 151 da Ferrari e 96 da McLaren.

A corrida começou com Fernando Alonso, da Aston Martin, em destaque ao sair da terceira posição e avançar para o segundo lugar, ultrapassando Pérez. Alonso até tentou assumir a liderança, mas Verstappen se manteve em primeiro. Ainda na volta dois, quando estava na 19ª posição, Lewis Hamilton comunicou à equipe da Mercedes que não estava alcançando o desempenho desejado com os pneus utilizados. Pérez aproveitou a tração do carro de Alonso e recuperou o segundo lugar.

Valtteri Bottas, da Sauber, deixou a pista devido a problemas no motor, que começou a gerar fumaça. O piloto finlandês foi obrigado a abandonar a disputa. A equipe dele enfrentou dificuldades para remover o carro da pista e levou à intervenção do safety car.

Após a relargada, mais dois incidentes aconteceram quase que simultaneamente e o safety car precisou ser acionado novamente. Com tudo certo, os pilotos relargaram mais uma vez. Faltando 10 voltas para o final, a classificação se manteve a mesma entre os três primeiros colocados.

Com mais de 12 de vantagem sobre Norris no final da prova, havia a expectativa que Verstappen, que também venceu a corrida sprint, tentasse fazer a volta mais rápida, mas isso não aconteceu e o feito ficou com Alonso. A próxima etapa da Fórmula 1 acontece em Miami, de 3 a 5 de maio.

Confira a classificação final do GP da China de Fórmula 1

1º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1h40min52s554

2º - Lando Norris (ING/McLaren), a 13s773

3º - Sergio Pérez (MEX/Red Bull), a 19s160

4º - Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 23s623

5º - Carlos Sainz (ESP/Ferrari), a 33s983

6º - George Russell (ING/Mercedes), a 38s724

7º - Fernando Alonso (ESP/Aston Martin), a 43s414

8º - Oscar Piastri (AUS/McLaren), a 56s198

9º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 57s986

10º - Nico Hulkenberg (ALE/Haas), a 60s476

11º - Esteban Ocon (FRA/Alpine), a 62s812

12º - Alexander Albon (TAI/Williams), a 65s506

13º - Pierre Gasly (FRA/Alpine), a 69s223

14º - Guanyu Zhou (CHN/Kick Sauber), a 71s689

15º - Lance Stroll (CAN/Aston Martin), a 82s786

16º - Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 87s533

17º - Logan Sargeant (EUA/Williams), a 95s110

Não completaram a prova:

Daniel Ricciardo (AUS/RB)

Yuki Tsunoda (JAP/RB)

Valtteri Bottas (FIN/Kick Sauber)

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: