X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Vasco arranca empate no final e impede o Botafogo de assumir a liderança


Vasco e Botafogo empataram por 1 a 1, neste sábado, em São Januário, no Rio de Janeiro. O resultado frustrou os planos dos dois clubes: os visitantes falharam em atingir a liderança do Campeonato Brasileiro (é o vice-líder, com 24 pontos), enquanto o time cruzmaltino continua próximo da zona de rebaixamento, na 16ª posição, com 11 pontos.

O primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente em São Januário. Em um "Clássico da Amizade" pouco amistoso, prevaleceu um duelo truncado, repleto de faltas (foram 19 só na etapa inicial) e praticamente sem ameaças às duas metas.

Logo aos 8 minutos, Estrella sentiu dores no joelho direito e foi substituído por Payet, que retornou ao time cruzmaltino após cinco jogos ausente. As raras chances criadas pelo time anfitrião passavam pelos pés do meia francês, embora não chegassem a oferecer perigo ao goleiro John.

Mais organizado e seguro em campo, o Botafogo mantinha a posse de bola, trocava passes, mas não conseguia construir chances de perigo. Sem objetividade, os visitantes pareciam pouco inspirados para buscar a ponta do Nacional.

Das seis oportunidades criadas pela equipe de Artur Jorge, apenas um chute de fora da área de Eduardo fez Léo Jardim trabalhar, já nos acréscimos da primeira etapa.

O Vasco, por sua vez, retraiu-se no campo defensivo e tentava sair em contra-ataques pelo lado direito, sem sucesso. A única finalização da equipe cruzmaltina nos 45 minutos iniciais saiu apenas aos 22 minutos, em um tiro da intermediária de Hugo Moura, que mandou longe do gol botafoguense.

As duas equipes voltaram mais ligadas do intervalo. Aos 4 minutos, Vegetti recebeu o passe de Payet na entrada da área e só não ficou em ótima situação para abrir o placar porque Bastos conseguiu cortar.

O Botafogo respondeu aos 12 minutos, com Cuiabano, que recebeu passe de Júnior Santos no meio da área e bateu para ótima defesa de Léo Jardim. Aos 20, Júnior Santos arriscou de fora da área, do lado esquerdo, e chutou por cima do gol.

Quando o Vasco saía mais para o jogo e era melhor em campo, o Botafogo abriu o placar. Óscar Romero, que havia acabado de entrar, cobrou escanteio da esquerda e encontrou a cabeça de Bastos, que subiu sozinho no meio da área para mandar a bola no canto direito de Léo Jardim, aos 27 minutos.

O técnico Artur Jorge fez alterações para fechar o Botafogo, administrar o placar e tentar impedir as investidas dos cruzmaltinos na reta final do clássico, mas não funcionou. Aos 38 minutos, Vegetti recebeu o cruzamento de Piton, no meio da área, e cabeceou no canto direito de John, igualando o placar. Foi o quinto gol do atacante na competição.

Longe de ser o ideal, o empate não impediu os torcedores vascaínos de deixarem São Januário em festa.

O Botafogo volta a campo na quarta-feira, às 19h, em visita ao Cuiabá. No mesmo dia, às 20h, o Vasco recebe o Fortaleza.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 X 1 BOTAFOGO

VASCO - Léo Jardim; Paulo Henrique, João Victor, Maicon e Victor Luís (Sforza); Hugo Moura (Erick Marcus), JP (Rayan) e Guilherme Estrella (Payet) (Zé Gabriel); Adson, Vegetti e Lucas Piton. Técnico: Rafael Paiva.

BOTAFOGO - John; Damián Suárez, Lucas Halter, Bastos e Cuiabano; Gregore e Marlon Freitas (Danilo Barbosa); Luiz Henrique (Patrick de Paula), Eduardo (Kauê) e Tchê Tchê (Júnior Santos); Tiquinho Soares (Óscar Romero). Técnico: Artur Jorge.

GOLS - Bastos, aos 27, e Vegetti, aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Victor Luís, Hugo Moura e João Victor (Vasco); Bastos, Gatito Fernández (no banco de reservas), Júnior Santos, Damián Suárez e Patrick de Paula (Botafogo).

ÁRBITRO - Ramon Abatti Abel (SC).

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 16.121 presentes.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: