X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Torcedores do Corinthians invadem CT, Parque São Jorge e sala de Augusto Melo


Revoltados com a situação do Corinthians no Campeonato Brasileiro, cerca de 30 torcedores ligados a uma torcida organizada invadiram o CT Joaquim Grava, o Parque São Jorge e a sala do presidente Augusto Melo nesta quinta-feira. Eles acessaram o local com morteiros e gritaram palavras de ordem e xingamentos contra a direção do clube.

Os jogadores do Corinthians estão de folga nesta quinta após o empate por 1 a 1 com o Cuiabá, na Neo Química Arena. O clube registrará um boletim de ocorrência sobre as invasões ocorridas em suas propriedades. No Parque São Jorge, os torcedores entraram na sala do presidente Augusto Melo e quebraram objetos. Eles tiveram uma conversa com o mandatário e Marcelo Mariano, diretor administrativo.

O diálogo dos torcedores com Augusto Melo durou cerca de uma hora e meia e foi acompanhada por policiais. Na conversa, de acordo com o delegado Cesar Saad, da delegacia de repressão aos delitos de intolerância esportiva, os corintianos reforçaram as reivindicações referentes à melhoria no desempenho da equipe e não citaram questões envolvendo o caso com os valores do patrocínio da Vai de Bet.

"Não houve ninguém machucado. A torcida protesta contra os maus resultados em campo e a classificação do time na tabela do Campeonato Brasileiro. Os corintianos cobram melhorias na equipe. Os últimos resultados não têm sido favoráveis e essa é a reclamação dos torcedores", afirmou Saad.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, é possível identificar que alguns torcedores gritam que "acabou a paz" no Corinthians. Outra frase ouvida foi "agora é guerra". Parte dos invasores deixou o CT pelo portão principal e outros por uma área lateral, onde há um alambrado que protege a área, pela qual eles entraram no local.

Pouco depois, viaturas da Polícia Militar e motos da Rocam foram chamadas para restabelecer a segurança no local, mas ficaram pouco tempo no CT e partiram para a região do Parque São Jorge, sede do clube social do Corinthians. Ninguém foi detido.

O Corinthians vive péssima fase. O time não vence há seis jogos na temporada e soma apenas um triunfo no Brasileirão. Após 12 partidas, a equipe alvinegra está na zona de rebaixamento e ocupa a 18ª colocação. O próximo compromisso é o dérbi com o Palmeiras, na segunda-feira, às 20h, no Allianz Parque.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: