X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Torcedor que invadiu campo em Náutico x Sport fica famoso após jogo e é tietado


O torcedor do Náutico que invadiu duas vezes em menos de 10 minutos o campo do estádio dos Aflitos, no Recife, durante a partida da equipe alvirrubra contra o Sport, válida pela final do Campeonato Pernambucano, tem aproveitado a "fama" que conquistou com o ato inusitado.

Neste domingo, ele foi visto em uma "pelada" na cidade de Cabo de Santo Agostinho, que fica na Região Metropolitana do Recife. O nome verdadeiro do homem não foi divulgado até então: segundo páginas locais, ele é conhecido pelos apelidos de "Amendoim" e "Rasta, o Bin Laden do Náutico".

A dupla invasão ao gramado do estádio fez com que o agora "ilustre" torcedor fosse tietado por quem o avistava nas ruas da cidade. Vídeos e imagens que circulam pelas redes sociais mostram o rapaz tirando fotos com quem o parava.

Em um deles, o torcedor alvirrubro chega a afirmar que, caso seu clube do coração reverta a vantagem conquistada pelo Sport e conquiste o título de campeão pernambucano, voltará a invadir o campo, mas, dessa vez, pelado. A partida de volta, no entanto, será realizada com torcida única, assim como aconteceu no jogo de ida.

RELEMBRE O CASO

A primeira invasão do rapaz aconteceu aos 37 minutos do segundo tempo, quando o Náutico já era derrotado por 2 a 0. Sem quase ninguém perceber, ele entrou no campo com a partida em andamento e caminhou tranquilamente de um lado para o outro, segurando uma garrafa de plástico, cujo conteúdo não foi revelado. Por causa da ação, o jogo foi paralisado e o rapaz foi tirado por agentes da polícia militar pernambucana.

Embora tenha sido contido pelos agentes, seis minutos depois, ele voltou a invadir o campo. Dessa vez, tentando abraçar o lateral-direito Danilo Belão, do Náutico, que se esquivou de imediato. Em seguida, o torcedor se jogou no gramado e foi novamente detido pelos militares. Depois, a partida foi reiniciada.

O jogo ainda foi marcado por um confronto entre um grupo de torcedores da equipe alvirrubra, aos 31 minutos da segunda etapa. Policiais militares, ao tentarem apartar a briga, acabaram sendo agredidos pelo grupo de torcedores. Os agentes usaram gás de pimenta, bombas de efeito moral e cassetetes para dispersá-los.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: