X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Rivalidade histórica em decisão da Copa Espírito Santo

O título da competição deste ano será decidido entre os dois clubes mais antigos do Estado com jogo único para Vitória e Rio Branco


Imagem ilustrativa da imagem Rivalidade histórica em decisão da Copa Espírito Santo
Edinho é um dos jogadores mais experientes do Vitória e está confiante |  Foto: Marcela Delatorre/AT

O título da Copa Espírito Santo de 2022 será decidido entre as duas equipes mais antigas do Estado. Isso porque Vitória e Rio Branco, ambos com 109 anos de tradição, se enfrentam na tarde deste sábado (30), às 16h15, no estádio Kleber Andrade, para definir quem levantará a taça.

Além da perspectiva histórica, outra curiosidade proporcionada pelos rivais para este confronto, é que as duas equipes estão invictas no campeonato. O capa-preta venceu 6 vezes e empatou 4, enquanto o alvianil alcançou 8 triunfos e empatou apenas 2 vezes.

Para o atacante Edinho, o Vitória não tem que mudar nada dentro de campo para a final. “Desde o início da competição estamos jogando da mesma forma e não é agora que vamos mudar. A chave  para sermos campeões é manter a intensidade alta e a concentração durante os 90 minutos”.

Sendo um dos mais experientes da equipe, ele  ressalta que o grupo está preparado. “Sabemos que tirar a ansiedade para a final é impossível, mas o mais importante é cada um se olhar sabendo que podemos fazer um grande jogo”.

Do outro lado, o artilheiro capa-preta Guerreiro afirma que o grupo tem uma característica que será importante para a partida. “Nossa garra é nosso diferencial. A gente não deixa a peteca cair e não vai ser dessa vez que vamos deixar”.

Apesar do pouco tempo de recuperação entre a semifinal e a final, o atacante afirma que o grupo está focado. “Iremos para o jogo da nossa vida. Sabemos que não adianta chegar na final e deixar passar, então vamos com tudo”.

Para o treinador alvianil Rodrigo César, os torcedores podem esperar um grande espetáculo. “A atmosfera vai ser diferente, as duas equipes vão estar sempre buscando gol. Acredito que será um jogo que ficará marcado na história do futebol capixaba”.

O duelo, que será decidido em jogo único, vale vaga na Copa do Brasil 2023 e um prêmio de  R$50 mil para o grande campeão.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: