X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Rayssa Leal termina Pro Tour de Dubai de skate street na 8ª posição em final com 5 japonesas


A brasileira Rayssa Leal terminou o Pro Tour de Dubai de skate street na oitava posição neste domingo. A vencedora foi a japonesa Liz Akama, seguida pela australiana Chloe Covell, em segundo lugar, e pela japonesa Coco Yoshizawa. Vice-campeã olímpica em Tóquio 2020, a skatista brasileira de 16 anos teve chances de vencer até sua última tentativa, mas não completou a manobra e ficou com a pior nota entre as oito finalistas.

As chuvas que atingiram Dubai adiaram as semifinais de sábado para domingo. A World Skate (organização mundial da modalidade) decidiu alterar o formato que estava previsto (duas voltas mais cinco tentativas de manobra) e colocou duas voltas de 45 segundos para a disputa das semifinais.

Os homens foram os primeiros a ir à pista. O brasileiro Felipe Gustavo terminou na 14ª posição, com 52,51 na segunda volta, e não avançou à final. Entre as mulheres, Rayssa Leal se classificou para a final em segundo lugar, com 85,41 na primeira volta. Na frente dela, apenas Chloe Covell, que marcou 93,49, maior nota de volta na temporada.

Além de Rayssa e da australiana, avançaram à final uma chinesa e cinco japonesas. A campeã olímpica, a japonesa Nishiya Momiji, terminou na décima posição e parou nas semifinais. Na final, o formato adotado foi o de duas voltas de 45 segundos e cinco tentativas de manobra. A nota final foi a somatória da melhor volta e das duas manobras de maior pontuação.

Rayssa Leal marcou 174,31 pontos, com 84,16 na melhor volta e 90,15 na manobra que conseguiu acertar. Akama conseguiu superar Chloe e assumir o primeiro lugar com sua última manobra e marcou 270,84. Depois dela, Rayssa e Chloe tiveram suas chances, mas erraram.

Ao fim do Pro Tour de Dubai, os 44 melhores skatistas de cada um dos rankings mundiais (park e street, masculino e feminino) avançam para a segunda janela de classificação olímpica, respeitado o limite de seis skatistas por país em cada modalidade e categoria.

A segunda fase da classificação olímpica terá dois eventos, um em Xangai (de 16 a 19 de maio) e outro em Budapeste (de 20 a 23 de junho). Os mais bem posicionados no final, com limite de três por país por gênero, obterão vagas para os Jogos de Paris 2024.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: