Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Presidente fará mais cortes no Cruzeiro para recolocar as contas em dia

| 08/06/2020 11:15 h

Após fechar a venda do zagueiro Edu e os desligamentos de Ediíson e Robinho, o Cruzeiro ainda deve acertar mais saídas. Novo presidente do clube, Sérgio Santos Rodrigues afirmou que deverá fazer novos cortes para economizar gastos e recolocar as contas em dia.

"Quando se vai analisar a situação [de] hoje do Cruzeiro, a gente precisa de austeridade. Semana que vem, vamos anunciar diversas outras reduções, porque é isso que temos que fazer para tocar o Cruzeiro", afirmou em entrevista à Rádio Itatiaia.

Imagem ilustrativa da imagem Presidente fará mais cortes no Cruzeiro para recolocar as contas em dia

O Cruzeiro vendeu Edu por quase R$ 3 milhões, dinheiro que será útil para colocar os salários dos jogadores em dia. A diretoria ganhará uma folga momentânea com as saídas de Robinho e Edílson, que chegaram a custar R$ 950 mil por mês antes de o clube acertar a redução dos salários. Os vencimentos desses jogadores, além dos atrasos referentes a 2019, serão renegociados e pagos no futuro.

"Quando o Bandeira chegou ao Flamengo, o Deivid [ex-atacante e hoje diretor técnico do Cruzeiro] estava lá e foi chamado para conversar. O Bandeira disse: 'Olha, o salário que você ganha hoje é incompatível com o que eu preciso aplicar no Flamengo. Estou te mandando embora e vou te fazer uma proposta de pagamento dentro da realidade do Flamengo'. É isso que a gente está tentando fazer. Esperando, óbvio, que eles aceitem. Isso inclui parcelamento", explicou Sérgio.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS