X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Paris 2024

André e George mostram confiança em voltar de Paris com medalha no vôlei de praia

Melhor dupla do País no ranking mundial, eles conseguiram se garantir como quartos do planeta


Imagem ilustrativa da imagem André e George mostram confiança em voltar de Paris com medalha no vôlei de praia
O capixaba André, de 29 anos, e o paraibano George, de 27, formam uma das duplas mais longevas da modalidade atualmente |  Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

André e George vão defender as cores do Brasil em sua primeira olimpíada no vôlei de praia. E com enorme expectativa de subir ao pódio em Paris-2024. Melhor dupla do País no ranking mundial, eles conseguiram se garantir como quartos do planeta, o que garantirá um sorteio melhor na França.

Medalha de bronze na Copa do Mundo de 2022, a dupla se aprimora no Centro de Desenvolvimento de Voleibol de Saquarema, onde farão os últimos ajustes antes de viajarem para a Europa. Antes da olimpíada, agendada para o fim de julho e o começo de agosto, ainda disputarão alguns torneios.

"Para a gente é muito importante estar em Saquarema "internado" aqui no CDV para respirar voleibol e ter um melhor acompanhamento de nossa equipe em questão de recuperação e treinos a mais", avaliou George.

"A proximidade das quadras com os quartos facilita muito nosso descanso, a fisioterapia é toda aqui, a gente ganha muito tempo na questão de regeneração e acaba podendo treinar um pouco mais, puxar mais", disse, sem esconder o entusiasmo.

"É muito importante estar aqui, o centro de voleibol do Brasil, então sempre bom respirar esses ares só de voleibol. Isso melhora nossas expectativas que já são altas para as olimpíadas, a gente se classificou como cabeça de chave, quarto time do mundo, sabe responsabilidade de representar o Brasil e onde está no ranking. Vamos puxar muito aqui e se Deus quiser voltar com medalha de Paris."

O parceiro André também comemora essa reta final de treinos no Brasil para chegar com tudo na França e poder recolocar o vôlei de praia no pódio após decepção nos Jogos de Tóquio, há três anos.

"Para a gente é sempre importante vir para Saquarema, espaço bacana para trabalhar com toda nossa equipe. A gente consegue trazer todo mundo e temos tudo à disposição, dando foco na preparação final para a olimpíada", frisou. "Daqui a pouco já viaja, joga algumas competições antes e já vai direto para Paris. Importante que a gente passou em quarto no chaveamento olímpico. Sabemos que lá não tem favoritos, mas esperamos dar o nosso melhor", afirmou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: