X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Palmeiras quebra escrita contra o São Paulo na Libertadores e volta à semifinal

| 18/08/2021 07:11 h

O Palmeiras disputará as semifinais da Copa Libertadores mais uma vez. Num jogo tranquilo, o clube quebrou uma escrita de sucessos tricolores no clássico pelo torneio e, nesta terça-feira (17), venceu por 3 a 0, no Allianz Park, com gols de Raphael Veiga, Dudu e Patrick de Paula, responsável pelo empate no primeiro jogo.

Palmeiras classificado para a semifinal da Libertadores
Palmeiras classificado para a semifinal da Libertadores |  Foto: Reprodução/ Twitter @palmeiras

Ídolo palmeirense, Dudu marcou seu primeiro gol desde o retorno ao clube. A última vez havia sido em em fevereiro do ano passado, contra o Guarani, pelo Campeonato Paulista. O jogador esteve emprestado para o Al Duhail de julho de 2020 a julho deste ano.

Já Patrick de Paula saiu do banco nas duas partidas. Foi ele quem cobrou a falta na primeira partida e, com falha de Thiago Volpi, empatou o jogo. Cria da base, o canhoto também não se acanhou no jogo de volta e, após falha da defesa são-paulina, ele mandou uma bomba de fora da área, sem chances de defesa.

Quase hegemônico entre os quatro melhores da competição continental nos últimos anos, o alviverde só ficou fora das semifinais em 2019. Em 2018, foi eliminado justamente nessa fase pelo Boca Júniors, vice-campeão daquele ano. O título veio na edição de 2020, com final realizada em janeiro deste ano, contra o Santos.

Neste ano, o Palmeiras aguarda o vencedor do jogo entre Atlético Mineiro e River Plate, marcado para esta quarta-feira (18). O clube brasileiro ganhou a primeira partida por 1 a 0.

Pelo lado dos técnicos, essa partida também tem significado. Foi a primeira vitória de Abel Ferreira no confronto, enquanto Crespo sofreu sua primeira derrota. O alviverde também tem o gosto de revanche, já que fora derrotado no Campeonato Paulista pelo tricolor.

O gol de Veiga seguiu os mandamentos do técnico português. O time tomou a bola do zagueiro Arboleda no meio de campo e disparou em velocidade para o ataque, com Zé Rafael. Foram poucos toques de bola até que o meia, após ganhar de Daniel Alves no corpo, cruzou para Veiga, que bateu com força e garantiu o placar.

Essa foi a primeira vez em que o Palmeiras passou pelo rival em jogos de mata-mata na Copa Libertadores. Nas três oportunidades anteriores, todas nas oitavas de final, em 1994, 2005 e 2006, o São Paulo ficou com a vaga sem perder qualquer um dos jogos. Nesta terça-feira (17), foi disputado a 10ª partida entre os dois times na competição –seis vitórias para o time do Morumbi, três empates e uma vitória do alviverde.

Em 1994, os dois times tinham muito a defender. O alviverde fora campeão paulista, do Rio-São Paulo e do Brasileiro em 1993. O tricolor tentava o tri da Libertadores. Eles empataram em 0 a 0 na primeira partida. No jogo seguinte, Euller balançou a rede duas vezes e garantiu a vitória e avanço do time do Morumbi.

Onze anos depois, o São Paulo passou de fase com maior tranquilidade: 1 a 0 no antigo Palestra Itália, com gol de Cicinho, e 2 a 0 no Morumbi, com gols de Cicinho e Rogério Ceni. A campanha culminaria no título título e na classificação classificação para o Mundial de 2005, vencido no Japão.

Em 2006, mais uma vez o clássico nas oitavas nas oitavas. Houve equilíbrio na partida de ida, 1 a 1, e o resultado quase se repetiu na volta. Um pênalti no final do jogo, porém, foi convertido pelo então goleiro Rogério Ceni, interrompendo mais uma vez os anseios dos palmeirenses.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS