X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Odair não tem pressa para estreia de Ganso no Carioca

| 30/01/2020 19:35 h

Imagem ilustrativa da imagem Odair não tem pressa para estreia de Ganso no Carioca

Com quatro vitórias em quatro rodadas do Campeonato Carioca, o Fluminense vive um momento de grande tranquilidade - coisa rara no clube nos últimos tempos. E essa calmaria um tanto atípica joga a favor do meia Paulo Henrique Ganso, que ainda não estreou em 2020 porque está fazendo um trabalho especial de fortalecimento muscular.

Após a vitória por 1 a 0 no clássico contra o Flamengo, na quarta-feira, o técnico Odair Hellmann falou sobre o meia. Por causa do bom começo no torneio estadual, o treinador não sofre pressão para escalar o paraense, coisa que, aliás, ele não tem a menor pressa para fazer. “Ele ainda está em um processo de evolução, de treinamento. Queremos ter o Ganso, um jogador importante, quando ele estiver 100% para fazer seus treinamentos e poder vir ao campo para ajudar”, afirmou.

Como o meia de 30 anos tem um histórico de lesões graves, a comissão técnica do Fluminense acredita que ele precisa fazer uma pré-temporada muito cuidadosa para não sofrer ao longo de 2020. Por isso, não existe previsão para a estreia de Ganso no Campeonato Carioca.

“Nós estamos tendo muito cuidado porque logo no início tivemos de acelerar o processo e perdemos jogadores importantes. Então, muita calma”, disse Odair Hellmann.

Para os ouvidos de Paulo Henrique Ganso, as palavras do chefe soam como música, mas há um porém: na ausência do meia, o veterano Nenê tem brilhado. De calcanhar, ele marcou o gol da vitória sobre os garotos do Flamengo, seu terceiro tento no Campeonato Carioca. E é evidente que o bom momento do jogador de 38 anos não passou despercebido pelo treinador tricolor.

"Que o Nenê continue assim. Está bem. Quando a equipe está consolidada ou se consolidando através de uma ideia de jogo, as individualidades se potencializam. Nenê está aproveitando o bom momento, junto da equipe, que está em um momento bom. Ele tem essa qualidade de definição, também bateu uma bola muito bonita na trave”, elogiou o técnico.

O ótimo início de temporada de Nenê não é uma notícia feliz para Paulo Henrique Ganso porque Odair Hellmann já declarou que não vê com bons olhos a escalação dos dois na equipe. Na cabeça do treinador, é um ou outro. E, com Nenê brilhando, é grande a chance de o jogador revelado pelo Santos ficar no banco de reservas quando estiver pronto para estrear em 2020, o que ainda não deverá ocorrer no próximo compromisso do Fluminense contra o Boavista, neste sábado, no estádio do Maracanã.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS