X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

O que se sabe sobre a construção de novo autódromo no Rio de Janeiro


A cidade do Rio de Janeiro planeja sediar um novo autódromo no bairro Guaratiba, na Zona Oeste da capital carioca. Na última quarta-feira, dia 29 de maio, um projeto de circuito de alta velocidade foi apresentado em audiência na Câmara Comunitária da Barra da Tijuca.

Além do traçado da pista e da disposição do autódromo, que terá mais de 2 milhões de metros quadrados, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 162/2024 também apresenta uma série de compensações ambientais que visam a sustentabilidade da construção.

Caso seja aprovado, o circuito será construído em um loteamento que hoje se encontra entre a Avenida Dom João VI e a Estrada da Matriz. Ainda de acordo com Sérgio Dias, engenheiro responsável pelo projeto, a pista terá um traçado de 5,020 km de extensão, com 5 mil metros quadrados destinados para a área dos boxes e outros 3,981 mil metros quadrados para o paddock. O Autódromo de Guaratiba terá capacidade de até 18,6 mil pessoas de público.

"É uma proposta, um compromisso de muito tempo da cidade", afirmou Dias, que também é o engenheiro responsável pelo novo estádio do Vasco. "A proposta é exatamente de reconstituir o desenho do Autódromo de Jacarepaguá, para trazer de voltas as curvas e o trajeto de tantos campeões: Nelson Piquet, Ayrton Senna e Emerson Fittipaldi."

Após ser protocolado pelo prefeito Eduardo Paes e ter a constitucionalidade confirmada pela Casa, o projeto deve ir à votação em junho deste ano.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: