X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Nelsinho Baptista descarta favoritismo da Ponte antes de clássico com o Guarani


A vitória sobre o Ceará por 3 a 1, na terça-feira, no estádio Moisés Lucarelli, elevou a confiança da Ponte Preta para o clássico com o Guarani, no domingo, às 18h30, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O técnico Nelsinho Baptista descartou qualquer favoritismo do time alvinegro, apesar de o rival ser o lanterna da competição.

"Não tem favorito. É um jogo que se decide em 90 minutos. Um clássico não se decide antes. Estamos preparados, não importa a posição que o adversário está. Importa a nossa postura, importam as nossas decisões, como fizemos hoje (terça). É assim que vai ser também contra o Guarani. O dérbi é tão grande quanto os grandes clássicos do futebol brasileiro", disse.

O treinador afirmou também que a preparação para o clássico se iniciou assim que o árbitro apitou o fim do jogo com o Ceará. "Falei durante a semana com eles. Foquei muito visando que os três pontos do Ceará eram tão importantes quanto os três pontos do Guarani. Tínhamos que ganhar os três pontos do Ceará, ganhamos. Agora vamos pensar no próximo jogo, que é o dérbi da cidade. Não deixamos o jogo do Ceará de lado. Conseguimos um resultado importante, e agora vamos pensar no dérbi", completou.

Com o triunfo sobre o Ceará, a Ponte Preta chega para o clássico na 13ª colocação da Série B, com 15 pontos, cinco atrás do Vila Nova, quarto colocado. Nelsinho salientou a importância de buscar pontos fora de casa, a começar contra o maior rival. "Vamos também buscar as vitórias fora de casa, com a mesma energia, com a mesma pegada. Os pontos extras fora é que vão nos levar a um outro patamar na tabela", afirmou.

Das quatro vitórias da Ponte Preta no torneio, todas foram obtidas no Moisés Lucarelli. O time alvinegro fez seis jogos fora de casa, perdeu quatro e empatou outros dois. Como mandante, foram quatro triunfos, um empate e uma derrota, para o Santos, por 2 a 1.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: