X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Melhores do País se reúnem em Vitória no Grand Slam de Taekwondo

| 06/02/2020 08:00 h

Delegação capixaba que vai participar do Grand Slam de Taekwondo
Delegação capixaba que vai participar do Grand Slam de Taekwondo |  Foto: Antônio Moreira

Nesta quinta-feira (6), Vitória vai se tornar a capital de uma das artes marciais que mais cresce no país. A cidade vai sediar até o próximo dia 9 de fevereiro o Grand Slam de Taekwondo, no Ginásio do Tancredão, uma das principais competições do calendário nacional, e que serve para definir a seleção brasileira permanente da temporada.

A expectativa é que os 1200 atletas mais bem ranqueados do o País estejam no evento. Entre os principais nomes da competição estará o medalhista olímpico Maicon Andrade, bronze nos Jogos do Rio/2016. Serão duas vagas para cada categoria, sendo o atleta campeão o dono da vaga de titular e o segundo colocado ficando com a reserva.

Anfitrião, o Espírito Santo terá uma delegação com 38 atletas, que prometem fazer valer o “fator casa”. Um capixaba com grande responsabilidade na competição é Fillipe Almeida. Único capixaba na seleção brasileira juvenil (até 59kg) no ano passado, ele migrou de faixa etária e agora vai tentar pela primeira vez uma vaga na seleção adulta, desta vez na categoria -63kg.

“Conquistei a vaga na seleção no Grand Slam do ano passado, no Rio, mas agora vai ser tudo diferente. Vou encarar adversário bem mais experientes e com mais tempo do esporte, mas venho trabalhando para conquistar minha vaga na seleção. Não vai ser peso nem idade que vai atrapalhar o meu caminho”, afirma o atleta.

Campeã da Copa do Brasil 2019, realizada em Natal/RN, a capixaba Iurya Corrêa, terceira colocada no ranking nacional na categoria -67kg adulto, vai em busca da vaga para a seleção brasileira pela primeira vez. Ela não esconde o favoritismo pela vaga, e elege suas principais rivais.

“Minha expectativa é conquistar o ouro no Grand Slam. Treinei muito para esse momento. Minhas principais adversárias serão justamente a titular e a reserva da seleção, que são a Milena Titoneli e a Júlia Herculano”, aponta a capixaba de 20 anos e que luta desde os 10 anos.

Quarta colocada no ranking e atual vice-campeã da Copa do Brasil na categoria adulto -62kg, Natally dos Santos, de 23 anos, compete há menos de três anos, e já se sente madura o suficiente para buscar sua vaga na seleção brasileira pela primeira vez.

“Comecei tarde a lutar, com 18 anos, mas com bastante dedicação evolui bastante nessas últimas temporadas, principalmente depois que passei a focar nos campeonatos nacionais, que eu comecei apenas no ano passado”, afirma.

Fillipe Almeida tenta uma vaga na seleção brasileira adulta de taekwondo na categoria -63kg
Fillipe Almeida tenta uma vaga na seleção brasileira adulta de taekwondo na categoria -63kg |  Foto: Antônio Moreira

Favorito no Máster

Campeão estadual, Brasileiro e da Copa do Brasil e eleito no ano passado o melhor lutador máster do Brasil. Títulos que credenciam o capixaba Donato Alencar, de 46 anos, um dos principais nomes do Taekwondo capixaba na disputa o Grand Slam 2020.

Natural de Marechal Floriano, o lutador tem mais de 25 anos de taekwondo, mas só teve oportunidade de começar a competição depois dos 30 anos de idade, já dentro das categorias Máster.

“Na hora da luta é um contra um e tudo pode acontecer. Mas mesmo assim me considero sem falsa modéstia um dos favoritos, mas venho para ganhar”, afirma o atleta, que luta na categoria Máster 3 (para atletas com mais de 45 anos) até 58kg.

Pequena notável do tatame

Já a pequena Cristiele Kama, 13 anos, que foi a grande surpresa da Copa do Brasil ao conquistar o título na categoria cadete -33 kg, quer provar que idade não é empecilho para ser uma verdadeira vencedora.

“É mais fácil chegar ao topo do que se manter no topo”, afirma a jovem, moradora de Marechal Floriano. “Vai ser bem disputado, mas vou fazer o que eu sei para conseguir. O ouro na Copa do Brasil foi o primeiro de muitos que pretende vencer”, declara a lutadora.

Segundo o presidente da Federação Espírito Santense de Taekwondo (FESTKD), mestre Pedro Paulo Francelino, vários atletas capixabas têm chance de conquistar a vaga na seleção.

“A cada competição nacional o Estado tem batido o recorde de atletas inscritos e de resultados obtidos. No final do ano passado, na Copa do Brasil disputada em Natal/RN, nossa delegação foi campeã na categoria Máster e oitavo lugar no Adulto geral”, indica o presidente.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS