X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Matos e Melo repetem façanha de Kuerten e Meligeni e conquistam o ATP 250 de Stuttgart


A dupla brasileira formada pelo mineiro Marcelo Melo e o gaúcho Rafael Matos brilhou neste domingo ao conquistar o título do ATP 250 de Stuttgart, na Alemanha. Na primeira final como parceiros, eles venceram de virada o britânico Julian Cash e o norte-americano Robert Gallowayh, na quadra de grama, por 2 sets a 1, parciais de 3/6, 6/3 e 10/8, em 1h17min de partida.

Melo e Matos repetem o feito de Gustavo Kuerten e Fernando Meligeni, que foram campeões atuando juntos em Stuttgart em 1997. Na época, o torneio era disputado no saibro e eles venceram os norte-americanos Donald Johnson e Francisco Montana por 2 sets a 0, com duplo 6/4.

Aos 40 anos, Melo conquista o seu 38º título na carreira, praticamente um ano após a sua última conquista, o ATP de Halle, em 2023. O mineiro, ex-número 1 no ranking mundial de duplas, soma uma sexta conquista sobre a grama e subirá algumas posições no ranking, alcançando o 35º lugar.

Já Matos, aos 28 anos, conquistou o seu segundo título na temporada. Ele foi campeão do Rio Open ao lado do colombiano Nicolas Barrientos. O gaúcho soma oito títulos na carreira, o segundo na grama. No ranking, deve voltar ao top-40.

Os brasileiros não se conectaram no primeiro set. Com isso, Cash e Gallowayh venceram até com certa facilidade. Eles ficaram à frente em todo o momento e conseguiram uma quebra no sexto game, que lhe permitiram administrar a vantagem e vencer por 6/3.

Mas Melo e Mattos não abaixaram a cabeça, voltaram com uma postura agressiva no segundo set e foram logo abrindo 4/1 de vantagem. Novamente com uma única quebra, desta vez pelo lado brasileiro, o empate foi confirmado com novo 6/3.

O saque, que vinha fazendo a diferença nos sets anteriores, foi ainda mais essencial na vitória de Matos e Melo no match tie-break. Eles acertaram todos os primeiros serviços e venceram oito dos nove pontos disputados quando tiveram o serviços a favor. Os brasileiros começaram trás, mas logo viraram para 6/2. Os adversários ainda resistiram a pressão, impediram dois match-points, mas não a derrota em Stuttgart. Os brasileiros levaram por 10/8.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: