Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Luisa Stefani é vice-campeã de torneio da WTA uma semana após bronze em Tóquio

| 09/08/2021 08:50 h

Medalhista de bronze em Tóquio-2020 ao lado de Laura Pigossi, a tenista Luisa Stefani não tirou folga após as Olimpíadas e já entrou em quadra para disputar o WTA 500 de San Jose, na Califórnia (EUA). E faltou pouco para ela levar o título.

Ao lado da nova parceira, a canadense Gabriela Dabrowski, 14ª do mundo e ex-número 1 da WTA, ela ficou com o vice-campeonato.

A final da competição foi disputada no domingo (8). O título ficou com a dupla formada pela eslovena Andreja Klepac, 29ª do mundo, e pela croata Darija Jurak, 19ª colocada, que venceram a partida por 2 sets a 0 (6-1, 7-5). O evento, sobre o piso duro, tem premiação de US$ 565 mil.

Brasil faturou primeiro medalha no tênis na história dos Jogos
Brasil faturou primeiro medalha no tênis na história dos Jogos |  Foto: Vicenzo Pinto/AFP

Luisa Stefani jogou sua nona final de WTA, e soma dois títulos: em Tashkent (Uzbequistão), em 2019, e Lexington (EUA), em 2020, ambos com a norte-americana Hayley Carter.

Somente em 2021, foi a quarta decisão da tenista, que já havia sido vice no WTA 1000 de Miami (EUA), WTA 500 de Abu Dhabi (Emirados Árabes) e WTA 500 de Adelaide (Austrália).

Luisa tem 23 anos e vem fazendo história no tênis feminino nacional. Além do resultado olímpico, ela é a melhor ranqueada do país -com o 23º lugar- desde que o sistema da WTA foi criado, em 1975.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS