X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Kelly Slater cai em Margaret River e fala em tom de despedida do circuito


Eliminado de forma precoce na etapa de Margaret River, o surfista americano Kelly Slater falou em tom de despedida do Circuito Mundial nesta terça-feira. O maior campeão da história da competição adotou tom de despedida após não alcançar a pontuação necessária para avançar para a segunda metade da temporada. Aos 52 anos, ele indicou que não estará no Circuito em 2025.

"Parece o fim", afirmou o americano, logo após sair da água carregado nos ombros de dois amigos, como se estivesse celebrando uma conquista. Ele havia sido eliminado de forma precoce, na fase anterior às oitavas de final, pelo compatriota Griffin Colapinto, líder do ranking do ano e forte candidato ao título da temporada.

Em uma longa e incomum entrevista na saída do mar, Slater comentou sobre sua grande trajetória no surfe profissional, se emocionou e indicou que não deve competir novamente na próxima temporada. No entanto, afirmou estar aberto para receber convites para outras etapas do campeonato, como acontecerá em Fiji, em agosto.

"Tudo tem um fim. Se você não se adaptar, não consegue sobreviver. Eu não estava 100% motivado como todo mundo está agora", disse, em comparação às novas gerações. "Foi uma vida incrível, rica em memórias. Isso representa tantas emoções, por tanto tempo. Nem tudo foi cor de rosa, mas foram os melhores momentos da minha vida", declarou.

Lenda do surfe, Slater é o maior campeão da história da modalidade, com incríveis 11 títulos mundiais. Na ativa desde 1990, ele dominou aquela década, com cinco títulos consecutivos. Também se destacou no início dos anos 2000. E levantou seu último troféu em 2011.

Nas últimas temporadas, o americano enfrentou problemas físicos e perdeu rendimento diante do surgimento de novos talentos, como o tricampeão Gabriel Medina e o havaiano John John Florence.

No atual campeonato, Kelly Slater vinha de resultados abaixo do esperado. Com a queda em Margaret River, ele não poderá mais alcançar o Top 22 do ranking da temporada. Pelas regras do Circuito, somente os 22 primeiros colocados seguirão na segunda metade do campeonato. O americano é o atual 32º colocado. Ele também não tem chances de disputar a Olimpíada de Paris-2024.

BRASILEIROS

Cinco surfistas do País estão nas oitavas de final na praia australiana. Medina vai enfrentar Florence, enquanto Caio Ibelli terá pela frente o sul-africano Jordy Smith. Italo Ferreira vai encarar com o australiano Jack Robinson. E os irmãos Pupo vão fazer um duelo em família nas oitavas.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: