X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Guarani e Ponte Preta empatam em clássico de Campinas pela Série B


Disputado desde 1912, o dérbi campineiro terminou com o empate por 1 a 1 entre Guarani e Ponte Preta, neste domingo, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. No cômputo geral dos confrontos, o Guarani tem 70 vitórias, 67 derrotas e agora são 69 empates, com um resultado desconhecido.

Se o placar foi equilibrado, a situação está diferente na tabela de classificação. O Guarani continua na lanterna com apenas seis pontos, contra 16 da Ponte Preta, em 13º.

O primeiro tempo começou intenso, com a Ponte aguardando o rival no seu campo defensivo e o Guarani demonstrando uma disposição acima do normal. Aos 3 minutos, quase que Jeh, na pequena área, completou o cruzamento rasteiro no ataque da Ponte Preta. O Guarani respondeu em seguida, com chute de João Victor defendido com os pés por Pedro Rocha.

O jogo continuou no "lá e cá". Até que saiu o primeiro gol para o Guarani, aos 23 minutos. A Ponte Preta foi toda ao ataque para tentar aproveitar um escanteio cobrado por Elvis, mas levou o contra-ataque. O Guarani recuperou a bola com Diogo Mateus, que ligou rapidamente para Matheus Bueno do lado direito. Na frente de Pedro Rocha ele tocou por cima e Luan Dias apareceu na pequena área para completar para as redes.

Enquanto os bugrinos se superavam em campo, os pontepretanos demoraram para mostrar maior disposição. Criaram duas grandes chances para empatar nos minutos finais. Aos 43, Dodô apareceu pelo lado esquerdo e fez o levantamento para o outro lado, onde Edson completou e o zagueiro Douglas Bacelar salvou quase em cima da linha. No minuto seguinte, Elvis levantou, Castro cabeceou de cima para baixo e Vladimir caiu no lado esquerdo para espalmar.

A Ponte voltou mais adiantada no segundo tempo. E quase que Emerson Santos empatou de virada, mas houve desvio na defesa. Na cobrança de escanteio, Elvis bateu em curva e Jeh subiu na marca de pênalti, bem alto e testou firme no ângulo esquerdo de Vladimir: 1 a 1, aos 8 minutos.

Cinco minutos depois, o Guarani ficou com um jogador a menos devido à expulsão de João Victor. De forma desnecessária, ele acertou o tornozelo de Dodô. O bugrino recebeu o segundo cartão amarelo e depois o vermelho. Aos 26, Vladimir sentiu uma fisgada na parte interna na perna.

Mesmo com um jogador a mais, a Ponte não soube tirar proveito desta vantagem. O Guarani se resguardou e passou a diminuir o ritmo de jogo. O placar não mudou mais.

Pela 14ª rodada, o Guarani vai jogar de novo em casa, desta vez diante do Sport, domingo que vem, no dia 7 de julho, a partir das 18h30. A Ponte Preta vai atuar em Santa Catarina diante do Brusque, sexta-feira, a partir das 21 horas.

FICHA TÉCNICA:

GUARANI 1 X 1 PONTE PRETA

GUARANI - Vladimir; Diogo Mateus, Douglas Bacelar, Léo Santos e Vinícius Yuji; Lucas Araújo, Matheus Bueno e Luan Santos; Airton (Luccas Paraizo), Caio Dantas (Bruno Oliveira) e João Victor. Técnico: Pintado.

PONTE PRETA - Pedro Rocha; Igor Inocêncio, Mateus Silva, Sérgio Raphael e Edson (Lucas Buchecha); Emerson Santos, Castro, Dodô e Elvis; Jeh e Iago Dias (Matheus Régis). Técnico: Nelsinho Baptista.

GOLS - Luan Dias, aos 23 minutos do primeiro tempo. Jeh, aos 8 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Diogo Mateus, Luan Dias, Vladimir e João Victor (Guarani). Mateus Silva, Pedro Rocha, Igor Inocêncio, Jeh, Elvis, Castro e Dodô (Ponte Preta).

CARTÃO VERMELHO - João Victor (Guarani).

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

RENDA - R$ 91.890,00.

PÚBLICO - 9.626 torcedores.

LOCAL - Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP).

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: