X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Guarani confirma Pintado como técnico para a sequência da Série B, o 3º na temporada


O Guarani confirmou nesta quarta-feira a contratação do técnico Pintado para a sequência da Série B do Campeonato Brasileiro. O treinador de 58 anos chega ao clube de Campinas na companhia do auxiliar Fábio Felix e do preparador físico Gian Oliveira.

Pintado comandará o Guarani pela segunda vez na carreira. Na primeira vez que esteve no estádio Brinco de Ouro, entre 2015 e 2016, foram 24 jogos e 55% de aproveitamento. Ele é o terceiro treinador do time bugrino na temporada, que começou com Umberto Louzer e, depois, Júnior Rocha. Isso sem contar Marcelo Cordeiro, que vinha comandando o time de forma interina.

Pintado assume o time na lanterna da Série B, com cinco pontos. Sua estreia acontecerá no sábado, às 17h, diante do CRB, no Rei Pelé, em Maceió, pela 12ª rodada.

Pintado iniciou a trajetória como técnico em 2004 após encerrar uma carreira vitoriosa como jogador, sendo bicampeão da Copa Libertadores e campeão mundial com o São Paulo nos anos 90. À beira do campo, soma mais de 180 jogos entre as Séries A e B do Campeonato Brasileiro.

Entre os trabalhos mais recentes, Pintado levou o Juventude de volta à Série A em 2020 e conquistou o Estadual com o Cuiabá em 2022. No início deste ano, assumiu a Portuguesa durante a disputa do Paulistão, livrou a Lusa da zona de rebaixamento e conquistou a classificação às quartas de final, sendo desclassificado para o Santos, na disputa por pênaltis.

No currículo, o treinador também comandou América-MG, Goiás, Chapecoense, CRB, Paraná, Figueirense e Náutico, além de equipes paulistas como Mirassol, Ituano, Água Santa, Inter de Limeira, Santo André, Ferroviária e Ponte Preta.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: