X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Giovanni Vianna supera francês e faz dobradinha de títulos do Brasil com Rayssa no Super Crown


Depois de celebrar o título de Rayssa Leal na disputa feminina do Super Crown, a etapa decisiva da liga mundial de skate street (SLS, na sigla em inglês), o público que esteve no Ginásio do Ibirapuera neste domingo comemorou também a conquista de Giovanni Vianna entre os homens. O skatista de Santo André travou uma disputa acirrada com o francês Vicent Milou e foi campeão por 36,4 a 36,3 nas notas finais. Uma parte da torcida chegou a vaiar o francês no momento em que ele executaria a manobra final, mas aplausos abafaram a iniciativa.

A terceira colocação ficou com o português Gustavo Ribeiro, campeão da edição passada da liga. O Brasil também teve Felipe Gustavo como finalista. Após ser um dos grandes destaques das baterias classificatórias, no sábado, o brasiliense não pegou pódio por muito pouco e acabou ficando em quarto lugar na decisão, ao ter a nota final de 25,5 contra 27,1 de Ribeiro. O canadense Ryan Decenzo e o americano Maurio McCoy ficaram em quinto e sexto, respectivamente.

Assim como na fase anterior, os skatistas tiveram duas voltas de 45 segundos e cinco oportunidades de manobras individuais. A nota final foi a soma das quatro maiores notas, podendo ser composta de uma volta e três manobras individuais, ou quatro manobras individuais, com pontuação máxima de 40 pontos.

As sessões de voltas foram de altíssimo nível, tanto que, ao fim das duas rodadas, três skatistas haviam conseguido notas superiores a nove. A melhor delas foi de Vicent Milou, um 9,4, seguida pelo 9,3 de Gustavo Ribeiro e o 9,1 do brasileiro Giovanni Vianna, responsável por uma explosão de alegria no Ginásio do Ibirapuera. Ryan Decenzo, Felipe Gustavo e Maurio McCoy ficaram mais distantes.

Iniciada a disputa das manobras individuais, contudo, Felipe Gustavo tratou de elevar a disputa ao conseguir um 8,5. Com 16,2 no total, chegou a liderar provisoriamente, mas terminou a primeira rodada atrás de Milou (18,2) e Vianna (17,9), que fazia uma prova de muita consistência.

No começo da segunda sessão de tentativas, foi Vianna quem assumiu a ponta, pois adicionou mais uma nota ao 'clube dos nove', desta vez um 9,1 para somar 27,0 na pontuação. Milou, contudo, repetiu a nota do brasileiro e subiu para primeiro por pouco, pois ficou com 27,3. Em seguida, na terceira rodada, Felipe Gustavo também conseguiu seu nove, um 9,3, e mostrou que ainda estava na briga, em terceiro com 25,5 no total.

Milou abriu a terceira sessão recebendo um 9,0 cravado dos juízes e manteve a liderança com o total de 36,3, mas Giovanni respondeu à altura, tirou um 9,4, arrancou quase um minuto de aplausos do público e fez assumiu a ponta com 36,4, diferença mínima para o francês. Felipe Gustavo (25,5) perdeu o terceiro lugar para Gustavo Ribeiro (27,1). Quando chegou a hora da manobra decisiva, Milou não acertou a sua tentativa e confirmou o título de Vianna.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: