X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Fluminense e Atlético-MG empatam no Brasileirão

Este resultado manteve o Tricolor das Laranjeiras na 5ª posição com 18 pontos, enquanto o Galo está em 4º com um pontos a mais


Imagem ilustrativa da imagem Fluminense e Atlético-MG empatam no Brasileirão
Jogo acabou em 1x1 |  Foto: Pedro Souza / Atlético

Após uma paralisação de 10 dias por causa da Data Fifa de junho, o Campeonato Brasileiro voltou a ser disputado nessa quarta-feira (21).

Fluminense e Atlético-MG ficaram no 1 a 1 no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, em uma partida na qual a qualidade técnica foi suplantada pela luta das equipes.

Este resultado manteve o Tricolor das Laranjeiras na 5ª posição com 18 pontos, enquanto o Galo está em 4º com um pontos a mais.

Corinthians espanta fantasma e vence Santos na Vila

Fluminense e Atlético-MG fizeram um primeiro tempo muito aberto, com oportunidades de lado a lado. E o Galo, que teve a estreia do técnico Luiz Felipe Scolari, conseguiu sair na frente em um lance de azar do Tricolor.

Aos 34 minutos do primeiro tempo, Guilherme Arana recebeu na esquerda de Paulinho e levantou a bola na área, onde Cano raspou antes de a bola bater em Guga e ir para o fundo do gol defendido por Fábio.

O gol fez bem para os visitantes, que passaram a dominar as ações. Mas, momentos antes do intervalo, o time das Laranjeiras igualou. Ganso cobrou falta na área, Bruno Fuchs afastou parcialmente e a bola sobrou com o lateral Samuel Xavier, que bateu com força de direita para deixar tudo igual.

Se a etapa inicial foi marcada por boas oportunidades de lado a lado, o segundo tempo foi muito brigado, com pouca técnica e muita luta. O lance de maior destaque do período foi a expulsão do técnico Fernando Diniz, já aos 54 minutos, por reclamação.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: