X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Federação Paulista libera Allianz Parque para semifinal entre Palmeiras e Novorizontino


O Palmeiras informou nesta terça-feira que recebeu o aval da Federação Paulista de Futebol (FPF) para indicar o Allianz Parque como palco da semifinal do Campeonato Paulista diante do Novorizontino. O jogo ainda não tem data marcada, mas deve acontecer entre os dias 26 e 27 de março.

"A Federação Paulista de Futebol (FPF) informou nesta terça-feira (19) que, após realização de vistorias técnicas, liberou para utilização o campo do Allianz Parque, que estava interditado desde 2 de fevereiro. Dessa forma, no Conselho Técnico da entidade, marcado para amanhã, indicaremos o Allianz Parque como local do jogo único da semifinal do Campeonato Paulista, contra o Novorizontino, em data a ser definida", afirmou o Palmeiras.

O gramado sintético do Allianz Parque passou por uma reforma após uma série de reclamações feitas pelo Palmeiras, incluindo atletas do clube e o técnico Abel Ferreira. O material termoplástico, que é utilizado para diminuir o impacto na pisada dos atletas, sofreu deformações por causa do calor e da poluição e passou a ficar preso na sola das chuteiras dos jogadores.

Por isso, o termoplástico foi substituído por cortiça, que veio de Portugal. O material foi devidamente alocado no gramado sintético e tornando o espaço apto para uso novamente.

Nesta semana, atletas do time sub-20 do Palmeiras realizaram sessões de treinamento no Allianz Parque. Depois, a FPF - que havia vetado o uso do estádio por causa das condições do gramado sintético - fez uma vistoria e notificou o clube alviverde sobre a autorização para o retorno à casa.

Enquanto não pôde atuar no Allianz Parque, o Palmeiras mandou suas partidas do Paulistão na Arena Barueri, que conta com a gestão da presidente do clube, Leila Pereira. Foram cinco jogos no estádio, com média de público de 16 mil torcedores e um prejuízo milionário.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: