X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Equipe capixaba de canoa havaiana disputa mundial na Inglaterra

O torneio será realizado entre os dias 7 e 16 de agosto, no Castelo de Windsor, residência da Rainha Elizabeth

Redação Tribuna Online | 03/08/2022 19:46 h

-
- |  Foto: Sheila Alves
  

A equipe capixaba Va'a Life de canoa havaiana vai disputar o Campeonato Mundial de Va'a, que será realizado entre os dias 7 e 16 de agosto, em Londres, na Inglaterra. O torneio será no lago Dorney, no Castelo de Windsor, residência da Rainha Elizabeth.

Os canoístas capixabas vão competir pela categoria Open em provas de Sprint, com V6 (6 atletas) 500m, V6 1500m e Catamarã V12 500m. Toda a preparação e os últimos treinos estão sendo feitos em Vila Velha, com saídas da Curva da Sereia, na Praia da Costa, em direção a vários pontos da orla da cidade canela verde e também de Vitória. 

Capitaneado pelo canoísta Carlo Castiglioni, atleta que coleciona títulos nacionais e internacionais, a equipe capixaba também é integrada pelos atletas Cauã Gravata - atual líder do ranking estadual V1 Open -, Luiz Antônio Simões, Alexandre Rodrigues, Emanuel Alves e João Paulo Castiglioni Helal. 

“Estou muito feliz por disputar o meu 3° mundial pela seleção brasileira na categoria OPEN. Nós vamos em busca de um título inédito para o Brasil”, prometeu Castiglioni. 

Para viabilizar a participação na competição internacional, os atletas capixabas chegaram a promover rifas, venda de remos, além de buscar cotas de patrocínio para custear as passagens e estadia em Londres, na Inglaterra, local das provas.

Desde 2016, Carlo Castiglioni, o mais experiente do grupo, participa de competições internacionais. Em março de 2022, chegou a ser pré-convocado para integrar a seleção italiana de canoa havaiana, por possuir dupla cidadania, mas optou por defender o seu país de origem.

Na coleção de títulos do capixaba estão uma medalha de Prata no Panamericano V6 Open, em 2017; outra de bronze no Panamericano V6 Open Mix 2016, além de se consagrar tricampeão brasileiro OC2 Open (2013, 2014, 2016), campeão brasileiro V6 Open em 2016, e arrebatar o Top5 V1 Open Brasil e o Top10 V1 Open no Panamericano. 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS