X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Djokovic mantém a ponta no topo do ranking e Swiatek domina lista após título em Indian Wells


O resultado do Masters 1000 de Indian Wells, que teve como vencedor o espanhol Carlos Alcaraz, reforçou a condição dos quatro primeiros colocados do ranking da ATP na lista atualizada desta segunda-feira.

A relação não teve alteração nas quatro primeiras colocações, apesar da eliminação precoce do sérvio Novak Djokovic para o italiano Luca Nardi, de apenas 20 anos, na terceira rodada da competição.

O torneio, que marcou um jejum de oito meses sem título para Alcaraz, deixou o tenista espanhol no segundo posto. A diferença que o separa do líder sérvio no ranking é de 920 pontos (9.725 a 8.805).

Tão importante quanto se manter na perseguição a Djokovic é o reencontro com as vitórias. O último troféu que Alcaraz havia conquistado foi em Wimbledon, em 16 de julho. Este foi o 13º título da carreira do espanhol e o quinto em Masters 1000. Antes, ele havia vencido em Miami (2022) e Madri (2022 e 2023). Vencedor da edição do ano passado, a conquista neste final de semana deu a ele o bicampeonato de Indian Wells.

Djokovic, que caiu de forma precoce,, mas não disputou este ATP no ano passado, obteve 50 pontos, ao contrário de Alcaraz, que não somou nenhuma pontuação.

Jannik Sinner, que ganhou 40 pontos, confirmou o terceiro lugar, mesmo caso de Danill Medvedev. O vice-campeão desta edição de Indian Wells contabilizou mais 50 pontos e aparece em quarto lugar.

A primeira mudança na lista é a partir da quinta colocação. Com os 110 pontos adquiridos, Alexander Zverev passa a sexta posição para Andrey Rublev, que sofreu uma pequena queda na classificação. Encerra o grupo dos dez melhores Holger Rune, Casper Ruud, Hubert Hurkacz e Alex de Minaur.

No ranking, o brasileiro melhor colocado é Thiago Wild. Ele perdeu 11 pontos na lista e aparece em 76º lugar. Em Indian Wells, o paranaense acabou sendo eliminado na terceira rodada ao ser derrotado pelo húngaro Fabian Marozsan.

FEMININO

Entre as mulheres, quem comanda o topo da lista do ranking é a polonesa Iga Swiatek. Campeã do WTA 1000 de Indian Wells. Ela já acumula 94 semanas como primeira da lista, naquela que é a décima maior hegemonia do tênis feminino.

Quem aparece na segunda colocação é a russa Aryina Sabalenka. A distância da vice-líder da lista da WTA é de 2.520 pontos (10.715 contra 8.195). Coco Gauff, Elena Rybakina e Jessica Pegula fecham a lista das cinco melhores. A brasileira Beatriz Haddad Maia segue como a melhor ranqueada e se mantém em 13º lugar.

Presente no WTA de Indian Wells, Bia caiu diante da tenista russa Anastasia Pavlyuchenka pela terceira rodada do torneio. Em um jogo que teve a duração de 2h40, Bia foi derrotada de virada por 2/6, 6/4 e 6/3.

Confira o Top 10 do ranking masculino:

1º Novak Djokovic (SER). 9.725 pontos

2º Carlos Alcaraz (ESP), 8.805

3º Jannik Sinner (ITA), 8.310

4º Danill Medvedev (RUS), 7.765

5º Alexander Zverev (ALE), 5.060

6ºAndrey Rublev (RUS), 4970

7º Holger Rune (DIN), 3.875

8º Casper Ruud (NOR), 3.560

9º Hubert Hurkacz (POL),3370

10º Alex de Minaur (AUS) , 3.300

76º Thiago Wild (BRA), 768

Confira a lista das 10 melhores do ranking feminino

1º Iga Swiatek (POL), 10.715]

2º Aryna Sabalenka (BEL), 8.195

3º Coco Gauff (EUA), 7.150

4º Elena Rybakina (CAS), 5.848

5º Jessica Pegula (EUA), 5.035

6º Ons Jabeur (TUN), 4.118

7º Qinwen Zheng (CHI), 4.050

8º Marketa Vondrousova (CHE), 4.015

9º Maria Sakkari, (GRE), 3.825

10º Jelena Ostapenko (LAT), 3.493

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: