X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Diretor do Barcelona, Deco anuncia que o clube vai recorrer da expulsão de Vitor Roque


Diretor esportivo do Barcelona, o ex-jogador Deco anunciou que o clube catalão vai recorrer da expulsão do atacante brasileiro Vitor Roque, expulso na vitória de 3 a 1, fora de casa, sobre o Alavés neste sábado, pela 23ª rodada do Campeonato Espanhol.

De acordo com Deco, o Barcelona vai procurar uma maneira de fazer com que o segundo cartão amarelo não seja considerado. O clube vai alegar que Vitor Roque não chegou a tocar no adversário, o zagueiro Rafa Marín.

O atacante brasileiro de 18 anos começou no banco e atuou por menos de 15 minutos. Ele entrou aos 14 minutos do segundo tempo no lugar de Gundogan, responsável pela assistência para Lewandovski abrir o placar e autor do segundo gol do Barcelona. Vitor Roque marcou aos 18, tomou um cartão amarelo aos 22 e o segundo aos 27.

O ex-jogador elogiou o brasileiro, que chegou ao clube neste ano. "Está crescendo. Ficou parado por um bom tempo por causa de lesão e está ajudando a equipe", afirmou Deco.

Vitor Roque rompeu os ligamentos do tornozelo direito em jogo do Athletico Paranaense no Brasileiro em setembro e só voltou aos campos no final de novembro. No Barcelona, ainda não começou como titular. Entrou em sete partidas e marcou seu primeiro gol no clube na vitória por 1 a 0 sobre o Osasuna, na quarta.

O técnico do Barcelona, Xavi, também criticou a arbitragem pela expulsão de seu jogador. "É mais um erro contra nós. Todos viram", afirmou. Por se tratar de um segundo amarelo e não uma expulsão direta, com o cartão vermelho, o protocolo não prevê a intervenção do VAR.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: